Caiado e Adial avaliam projetos para a economia goiana

Caiado e Adial avaliam projetos para a economia goiana

5 de agosto de 2020

Caiado solicitou aos empresários que enviem propostas ao governo

O governador Ronaldo Caiado se reuniu ontem à noite (04/08) com representantes da Adial Goiás para discutirem metas e projetos que possam ajudar a retomada do crescimento econômico de Goiás. Caiado solicitou aos empresários que enviem propostas ao governo. “Um projeto para mim custa seis meses para ser elaborado, com todas as dificuldades. Se vocês evoluem e me entregam um projeto tenho muito mais facilidade e já coloco em licitação”, disse. O governador criou oficialmente ontem a Secretaria da Retomada.

Na reunião os principais temas discutidos foram em relação a crédito subsidiado do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), para obter capital de giro necessário para a sobrevivência das pequenas empresas; o ProGoiás, novo programa de incentivo fiscais do governo; e os impactos da reforma tributária para o Estado e setor produtivo goiano.

A Adial possui cerca de 130 empresas filiadas, a maioria de grande porte que atua no segmento industrial no Estado. A entidade empresarial divulgou recentemente estudo que em 220 municípios goianos contam ao menos com uma indústria. O presidente-executivo da entidade, Edwal Portilho (Tchequinho), colocou a instituição à disposição do Estado para um trabalho conjunto. “Nós ressaltamos a necessidade e a vontade de trabalharmos de mãos dadas e sinergicamente essa retomada”, frisou. “Nós deixamos à disposição do governo o nosso know how, nosso conhecimento, nossas experiências nesse momento”, ressaltou.

Presidente do Grupo Jalles Machado, Otavio Lage Filho lembrou que em seus 25 anos de existência, a Adial tem como premissa agregar experiências capazes de impulsionar o segmento industrial e, consequentemente, o Estado. “O gesto do governador demonstra que juntos podemos ir mais longe, mais rápido”, avaliou. Para ele, um amplo debate é fundamental para a estruturação de projetos. Presidente da Caramuru Alimentos, Alberto Borges enfatizou que existe uma boa vontade dos empresários e das indústrias de cooperar com o governo.

Também participaram da reunião todos os integrantes da equipe econômica do governo estadual: os secretários Adriano da Rocha Lima (Geral da Governadoria), Adonídio Vieira (Indústria, Comércio e Serviços), Cristiane Schmidt (Economia) e César Moura (Retomada); além dos empresários José Garrote (São Salvador Alimentos); Paulo Sérgio (GEM Alimentos); Heribaldo Egídio (Equiplex); Ozires Ribeiro (AGT Log); Carlos Luciano Ribeiro (Novo Mundo); e Adriano Baraúna (Grupo Cereal).

A reunião ontem marca uma nova fase na relação da Adial Goiás com o governador Caiado, depois de muitos embates no ano passado entre empresários e governo por conta de mudanças na política de incentivo fiscal do Estado, manutenção da cobrança maior do Protege (cobrado sobre as empresas incentivadas em Goiás) e também com a CPI do Incentivo Fiscal na Assembleia Legislativa, que recebeu respaldo do Executivo.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.