Fórum Empresarial Goiano pede “abertura das atividades já”

Fórum Empresarial Goiano pede “abertura das atividades já”

7 de maio de 2020

O Fórum das Entidades Empresariais de Goiás (FEE) divulgou nota oficial hoje (07/05), assinada pelos oito presidentes das entidades classistas, em que reivindica maior abertura das atividades econômicas no Estado. “A Região Centro-Oeste representa 3% dos casos confirmados de contaminação pela Covid-19 em todo o Brasil, o que nos permite dizer que os empresários foram extremamente respeitosos com as medidas do Governo e já é tempo de flexibilizar as medidas de suspensão das atividades empresariais”, reivindica o Fórum.

As entidades ressaltam que têm acompanhado as medidas adotadas pelos governos estadual e municipais. “Entendemos que o momento exige o comprometimento de toda sociedade, com adoção de medidas de prevenção, proteção e respeito às determinações das autoridades sanitárias, inclusive para evitar a contaminação e a propagação do novo coronavírus”, frisa o Fórum.

“O FEE sempre apoiou as medidas do governo de Goiás e sempre defendeu, como continua defendendo, a flexibilização da suspensão para atividades essenciais e o retorno gradual das atividades econômicas de forma segura, tendo como contrapartida o compromisso do setor produtivo em seguir as recomendações emanadas dos protocolos concernentes a cada atividade e a orientação de todos os agentes envolvidos nesta retomada”, enfatiza a nota.

O FEE ressalta que colabora com o governo estadual desde o primeiro decreto do governador Ronaldo Caiado, em 13 de março de 2020, com as determinações para o isolamento social e enfrentamento da crise, fazendo “ampla divulgação” das medidas de prevenção e das exigências das autoridades sanitárias. “Empresário consciente e governo justo é a medida equitativa para retomada dos negócios em Goiás. Abertura das atividades empresariais já! Não podemos mais debitar a conta da pandemia exclusivamente na classe empresarial!”, finaliza a nota do Fórum.

Governador Ronaldo Caiado: “Está todo mundo na rua”

No início desta semana o governador Caiado ameaçou cassar (leia aqui) a autorização de funcionamento das empresas que desrespeitarem as regras de isolamento social em Goiás. Para isso, afirmou que o Estado fará parcerias com as prefeituras, que devem ampliar o número de fiscais nas ruas para conferir o cumprimento dos protocolos de segurança e combate à Covid-19. Esta fiscalização, inclusive, vai definir sobre novas restrições ao comércio no Estado, uma vez que os índices de isolamento social estão em queda desde que o governo flexibilizou a quarentena, na segunda quinzena de abril.

“Eu olho para a rua, parece que ninguém está preocupado com nada. Está todo mundo na rua. Não podemos transformar Goiânia numa cidade igual Belém do Pará, Manaus, Fortaleza. Será possível que vamos ter de tomar medidas, de novo, restritivas, para recuperarmos essa situação?”, questionou ontem o governador numa live.

O secretário estadual Adriano Rocha Lima disse nesta semana que o índice de isolamento social em Goiás caiu para um patamar entre 40% e 50% nos últimos dias, o que indica “sinal de alerta”. Segundo ele, abaixo de 40% já exige novas medidas restritivas e que o governo acompanha os números dessa semana para decidir o que vai adotar nos próximos dias. O secretário informou também que o escalonamento no horário de funcionamento do comércio e serviços em Goiânia não teve o efeito esperado. “A aglomeração no transporte público é um dos itens mais preocupantes”, frisou.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.