Cooperativas dobram a sua participação no PIB de Goiás

Cooperativas dobram a sua participação no PIB de Goiás

1 de agosto de 2022

As cooperativas goianas tiveram no ano passado uma receita somada superior a R$ 21 bilhões. É um faturamento 301,7% maior que o registrado dez anos antes (em 2011), quando somou R$ 5,2 bilhões. Com isso, a contribuição do cooperativismo para a formação do Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás, que é a soma de todas as riquezas produzidas no Estado e está estimado na casa dos R$ 220 bilhões para 2021, saltou de 4,3% (em 2011) para 9,5% no ano passado.

Estes dados, que mostram o crescimento e a força econômica do cooperativismo em Goiás, foram levantados pelo Sistema OCB/GO e divulgados pelo Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2022, da OCB Nacional. Somente no ano passado as receitas das cooperativas goianas tiveram forte incremento de 47,6% quando comparadas com as de 2020.

O número de cooperados no Estado saltou de 157,2 mil para 382,7 mil entre 2011 e 2021, aumento de 143,4%, o que impacta diretamente cerca de 1,6 milhão de pessoas em Goiás. Em relação a 2020, o crescimento no ano passado foi de 27,1%. Portanto, é um claro indicativo de que a adesão ao modelo cooperativista tem crescido fortemente nos últimos anos em Goiás.

O número de cooperativas registradas na OCB/GO também aponta o importante avanço que o setor tem conquistado no Estado: saltou de 219 (2011) para 249 (2021), crescimento de 13,6%. Em comparação com 2020, o aumento no ano passado foi de 5,9%. Para se ter uma ideia do crescimento do setor, o número de cooperativas atingiu 262 unidades ativas no Estado em junho deste ano.

Este crescimento do cooperativismo goiano tem forte impacto na geração de empregos e renda no Estado. Em 2011, as cooperativas goianas geravam 5,3 mil empregos diretos. No ano passado eram 14,1 mil postos de trabalho, aumento de 165%. Comparado com 2020, o aumento na geração de empregos no setor foi de 10%, quando a maioria dos setores da economia goiana enfrentava grande dificuldade de gerar novos postos de trabalho por conta da crise econômica no País.

Luís Alberto prevê que cooperativas vão responder por mais de 10% do PIB goiano neste ano

Novas cooperativas

O presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, destaca que o Anuário do Cooperativismo Brasileiro 2022 constata o forte avanço das cooperativas goianas nos últimos anos. “O nosso crescimento em relação ao PIB de Goiás é considerável e mostra que as cooperativas goianas ganharam maior envergadura, sobretudo no faturamento, no número de cooperados e geração de empregos”, afirma.

Luís Alberto Pereira também atribui o crescimento à profissionalização crescente das cooperativas goianas. “Gestores, cooperados e colaboradores entendem que o cooperativismo, mesmo sendo um modelo de negócio mais inclusivo e democrático, pois reparte os lucros com os cooperados, que são os donos das cooperativas, estão no mercado para competir e conquistar espaços”, frisa.

“Acreditamos que neste ano o cooperativismo goiano vai contribuir com mais de 10% do PIB de Goiás, gerando oportunidades, empregos e melhorando a distribuição de renda da população goiana”, diz o presidente do Sistema OCB/GO.

Saiba mais: Cooperativas devem crescer e chegar a 10% do PIB goiano

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.