Inflação em Goiânia tem maior alta para abril desde 2014

Inflação em Goiânia tem maior alta para abril desde 2014

11 de maio de 2022

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), subiu 0,81% em abril último em Goiânia, a maior alta para o mês desde 2014 (0,84%). Com isso, o índice acumulado no ano atinge 4,64% e nos últimos doze meses sobe 12,87% na capital do estado.

Mesmo assim, de acordo com o IBGE, a capital goiana apresenta a segunda menor variação do IPCA para abril, perdendo apenas para Salvador, onde a inflação foi de 0,67%. O INPC registrou alta de 0,65% no mês passado.

Transportes é o grupo que mais pesa na cesta de consumo goianiense. Em abril, a variação foi de 1,67%, a maior alta para o mês desde abril de 2019 (1,81%). Mais uma vez os combustíveis (veículos) pressionaram o aumento do grupo (4,11%).

Todos os combustíveis tiveram alta nos preços na capital: etanol (5,84%), óleo diesel (4,21%) e gasolina (3,78%). Apesar da alta no grupo, houve quedas nos subitens: automóvel usado (-2,09%) e automóvel novo (-0,25%).

Alimentação e bebidas subiram 1,82% na capital goiana, acumulando 7,29% no ano e 14,18% nos últimos doze meses. Já é o quinto aumento seguido do grupo. Os destaques do mês de abril foram a batata-inglesa (16,56%) leite longa vida (11,02%), macarrão (8,94%), laranja-pera (8,32%), tomate (7,93%), feijão-carioca (6,85%) farinha de trigo (6,12%) e óleo de soja (5,10%).

Leia também: Juros sobem de novo para conter a inflação no Brasil.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.