Das 100 maiores empresas do agronegócio, 27 são cooperativas

Das 100 maiores empresas do agronegócio, 27 são cooperativas

21 de janeiro de 2022

O crescimento do cooperativismo se destaca nos números do agronegócio brasileiro. Entre as 100 maiores empresas do setor no País, 27 são cooperativas. Entre elas, está a Comigo, com sede em Rio Verde (GO). O levantamento, divulgado neste mês, é da revista Forbes com as empresas que tiveram faturamento superior a R$ 1 bilhão no ano. A receita destas cooperativas somou R$ 174,5 bilhões em 2021, 13,5% do total entre as maiores do agronegócio, que juntas tiveram receita total de R$ 1,290 trilhão no ano passado, crescimento de 24% em relação ao resultado de 2020.

Com um faturamento bruto de R$ 6,7 bilhões no ano passado, a Comigo ficou em sexto lugar entre as maiores cooperativas brasileiras e 28º lugar entre as 100 maiores empresas do agronegócio no País. Em 2020, o faturamento da cooperativa goiana foi de R$ 4,5 bilhões. O crescimento das cooperativas goianas no agronegócio tem sido, inclusive, acima da média nacional nos últimos anos. Segundo levantamento do Anuário Brasileiro do Cooperativismo, em 2020 as cooperativas do setor tiveram faturamento de R$ 9,2 bilhões, aumento de 28% em relação ao ano anterior. São responsáveis (dados de 2020) pela geração de mais de 6 mil empregos diretos e possuem mais de 30 mil cooperados.

“O agronegócio é um dos principais motores da economia de Goiás e as cooperativas têm crescido muito nos últimos anos no setor. Algumas, como a Comigo, que começou com apenas 50 cooperados há quase meio século, já estão entre as maiores do País. O nosso desafio é promover a intercooperação entre as cooperativas em diferentes estágios de maturidade para consolidarmos este segmento e darmos maior sustentabilidade para todas, principalmente com melhor capacitação dos nossos milhares de cooperados que atuam no agronegócio, além de aplicação de novas tecnologias e agregar maior valor aos seus produtos”, afirma o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira.

MAIORES COOPERATIVAS DO AGRONEGÓCIO

1) COPERSUCAR (SP)
Receita: R$ 38,7 bilhões
2) COAMO (PR)
Receita: R$ 18,86 bilhões
3) AURORA (SC)
Receita: R$ 13,4 bilhões
4) C. VALE (PR)
Receita: R$ 12,27 bilhões
5) LAR COOPERATIVA (PR)
Receita: R$ 11,28 bilhões
6) COMIGO (GO)
Receita: R$ 6,71 bilhões
7) COCAMAR (PR)
Receita: R$ 6,65 bilhões
8) COOPERCITRUS (SP)
Receita: R$ 5,74 bilhões
9) COPACOL (PR)
Receita: R$ 5,37 bilhões
10) COOXUPÉ (MG)
Receita: R$ 5,03 bilhões
11) COOPERALFA (SC)
Receita: R$ 4,80 bilhões
12) AGRÁRIA (PR)
Receita: R$ 4,48 bilhões
13) INTEGRADA COOPERATIVA (PR)
Receita: R$ 4,42 bilhões
14) CASTROLANDA (PR)
Receita: R$ 4,30 bilhões
15) FRIMESA (PR)
Receita: R$ 3,72 bilhões
16) FRÍSIA (PR)
Receita: R$ 2,9 bilhões
17) COOPAVEL (PR)
Receita: R$ 3,44 bilhões
18) COASUL (PR)
Receita: R$ 2,85 bilhões
19) COPAGRIL (PR)
Receita: R$ 2,48 bilhões
20) COTRIJAL (RS)
Receita: R$ 2,44 bilhões
21) COTRISAL (RS)
Receita: R$ 2,25 bilhões
22) COOPERCAMPOS (SC)
Receita: R$2,22 bilhões
23) COPÉRDIA (SC)
Receita: R$ 2,1 bilhões
24) COPASUL (MS)
Receita: R$ 2,07 bilhões
25) CAPAL (PR)
Receita: R$ 2,05 bilhões
26) COPERCANA (SP)
Receita: R$ 2,02 bilhões
27) COAGRIL (MG)
Receita: R$ 1,73 bilhão
Fonte: Forbes

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.