Goiás é o estado com menor tempo para abrir empresa

Goiás é o estado com menor tempo para abrir empresa

27 de outubro de 2021

Goiás foi o estado que apresentou o menor tempo de abertura de empresas no Brasil no segundo quadrimestre de 2021: 1 dia e 2 horas, uma queda de 16 horas (38,1%) em relação aos primeiros quatro primeiros meses do ano. Em seguida vêm o Distrito Federal (1 dia e 3 horas),  Espírito Santo (1 dia e 5 horas), Sergipe (1 dia e 7 horas) e Alagoas ( 1 dia e 11 horas) O Estado da Bahia registra o maior tempo de abertura de empresas no Brasil: 6 dias e 1 hora.

Destaque também para Goiânia, que conquistou o posto de mais ágil abertura entre as capitais, com tempo médio de 18 horas. Por outro lado, Teresina teve o desempenho mais baixo entre as capitais, com tempo de 4 dias e 6 horas em média para abrir um novo negócio.

Os dados são do Mapa de Empresas do Ministério da Economia, ao revelar que, no país, demora-se em média 2 dias e 16 horas, uma queda de 13 horas (16,9%) em relação ao primeiro quadrimestre de 2021, com uma redução de 5 horas (7,2%) em relação ao mesmo período em 2020.  O tempo médio para a abertura de uma empresa no país é três vezes menor do que no início de 2019, ficando em menos de dois dias. Em 2019, o prazo médio era de cinco dias e nove horas e, atualmente, está em 47 horas.

Além dos estados listados acima, Amazonas, Paraná, Rio Grande do Norte, Mato Grosso e Maranhão também possibilitam a abertura de novos negócios em menos de 2 dias. Tocantins, Roraima, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rondônia, Amapá, Pará, Paraíba, Piauí e São Paulo possuem tempos de abertura de empresas na faixa entre 2 e 3 dias. Os estados do Acre, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina estão abrindo empresas com tempo acima de 3 dias; Ceará, com mais de 4 dias, e Bahia  de mais 6 dias.

Segundo a plataforma Governo Digital, a redução deve-se a medidas de simplificação, à integração digital entre as 27 juntas comerciais e adesão à plataforma Gov.BR. Os dados mostram que, atualmente, 23 das 27 juntas comerciais já usam a assinatura do Gov.BR para a formalização dos novos negócios. A medida, entre outros pontos, ajuda a reduzir tempo e custos, uma vez que não é mais necessário despender recursos com reconhecimento de firma ou com certificado digital para abrir ou alterar os registros de uma empresa. “Os recordes em registro de novas empresas reforçam, cada vez mais, a opção do brasileiro pelo empreendedorismo e criação de novos negócios”, diz o boletim.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.