Cooperativas movimentam R$ 4 bilhões por ano na Região Central de Goiás

Cooperativas movimentam R$ 4 bilhões por ano na Região Central de Goiás

20 de outubro de 2021

Luís Alberto: “As cooperativas têm forte poder para movimentar a economia, gerar empregos e renda”

As cooperativas são responsáveis por movimentar cerca de R$ 4 bilhões por ano na região central de Goiás, segundo levantamento do Sistema OCB/GO, com destaque para as que atuam nos ramos do crédito (faturamento de R$ 1,4 bilhão) e da saúde (R$ 2,2 bilhões). Isto representa 28% do faturamento anual de todas as cooperativas goianas. O chamado Núcleo Central, formado por 87 municípios goianos, possui 115 cooperativas, praticamente a metade de todas em atividade no Estado.

Das 115 cooperativas na região central do Estado, 29 são do ramo agropecuário (25,2% do total), 24 no de transporte (20,9%), 23 na área da saúde (20%) e 20 na de crédito (17,4%). O Núcleo Central também responde pela maior quantidade de empregos diretos gerados (5.264 no total) pelas cooperativas goianas, com destaque para as que atuam nos ramos da saúde (2,4 mil colaboradores) e crédito (quase 2 mil).

A capital concentra a maior quantidade: 51,3% das cooperativas em atividade na região central e 38,7% de todas em Goiás. Em segundo lugar, Anápolis (com dez ativas). As duas cidades são sede, portanto, de 60% das cooperativas em atividade no Núcleo Central. Um dado curioso do levantamento é que 57 municípios goianos da região central não possuem cooperativas filiadas ao sistema OCB/GO. Mas, isto não quer dizer que inexistem cooperativas em atuação nestas cidades. É que as suas sedes estão concentradas em 30 municípios da região, mas a maioria delas tem atuação em todo o Estado e, em muitos casos, no Centro-Oeste brasileiro e até em todo o território nacional.

Potencial
O levantamento identificou que há um grande potencial para o crescimento do cooperativismo no Núcleo Central de Goiás. A região responde por 52,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e 51% da população do Estado e demonstra ser aquela com maior potencial de geração de empregos. “É possível ampliar, de forma significativa, a presença do cooperativismo em todos os municípios goianos. O levantamento mostra que as cooperativas têm forte poder para movimentar a economia local, gerar empregos e renda. E, principalmente, gerar novas oportunidades de desenvolvimento econômico e social”, afirma o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira.

“Os dados apresentados neste mapeamento apontam para as potencialidades e desafios do movimento cooperativo na redução dos desequilíbrios regionais, com uma maior interiorização das cooperativas, qualificação profissional, geração de empregos e aumentos de salários e remunerações ancorados em uma política de aumento de produtividade das atividades econômicas. As cooperativas têm um papel importante no crescimento do PIB goiano, na geração de empregos e renda”, afirma o economista e professor da PUC Goiás, Jeferson de Castro Vieira.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.