BioForcis cresce com produtos de alta tecnologia antiviral

BioForcis cresce com produtos de alta tecnologia antiviral

8 de setembro de 2021

Leandro Capucho, Luiz Gustavo e Ricardo Bastos, sócios na BioForcis que oferece soluções de limpeza e proteção antiviral para residências, veículos e empresas

Startup com sócio goiano, a BioForcis Soluções Tecnológicas se consolida no ramo de sanitização antiviral de ambientes. Nascida a partir de soluções de limpeza para o mercado automotivo, a companhia de Ricardo Bastos (de Morrinhos, Goiás), Leandro Capucho e Luiz Gustavo de Crescenzo viu na pandemia de coronavírus uma chance de diversificar os negócios de alta tecnologia antiviral em consonância com seu apelo ambiental original.

“Desenvolvemos inovações que ajudam na retomada (pós-pandemia) das pessoas e empresas, oferecendo soluções de limpeza e proteção antiviral tanto para o dia a dia em residências quanto para veículos de todo tipo e ambientes corporativos”, comentou Bastos em entrevista ao EMPREENDER EM GOIÁS sobre os negócios da empresa.

Esse leque de soluções da BioForcis vai de saneantes líquidos de ação instantânea ou duradoura (pela presença de partículas de nanoprata e nanocobre na composição) a tecidos especiais de poliamida para máscaras e camisetas, além de películas plásticas especiais para forração de ambientes. Tudo com tecnologia proteção antiviral desenvolvida pela Rhodia e certificada pela Anvisa.

Ricardo Bastos diz que a gênese da BioForcis nasceu em 2015, ainda com outro nome, durante uma crise hídrica que ameaça se repetir neste ano. Com a falta d´água na época, as empresas do ramo de automóveis (montadoras e concessionárias) buscavam soluções para manter a limpeza e higiene dos veículos com o menor uso de água possível. Nasceu aí a base da empresa, oferecendo produtos e serviços de limpeza a seco para veículos.

Cinco anos depois, conta Ricardo Bastos, a pandemia de coronavírus fez a remodelada BioForcis fechar uma parceria exclusiva com a Rhodia Solventes,que desenvolveu um fio antiviral composto de partículas de prata para usar em revestimentos de bancos e áreas de contato de veículos.

“Começamos fazendo parcerias com empresas de ônibus, para dotar os veículos com essa proteção permanente. E isso segue sendo um negócio importante para nós. Já instalamos essa proteção em mais de 200 ônibus em São Paulo e num trem do metrô paulista. Nossa ideia é seguir ampliando esse mercado junto com o desenvolvimento de novos produtos”, diz Bastos, economista com passagem pela montadora Toyota. As capas da BioForcis protegem bancos de carros, motos, caminhões, ônibus, trens e outros veículos.

Com mercado principalmente em São Paulo, a empresa tem clientes também pelas regiões Norte e Nordeste e Centro-Oeste. Bastos evita citar números, dizendo que, como startup, os sócios esperam conseguir investidores para os planos de ampliação da empresa, tanto do ponto de vista de produtos quanto de mercado. A equipe, ainda enxuta, conta com representantes em alguns Estados (SP, RJ, SC, RS, GO e BA).

Dentre essas metas está o desenvolvimento de novo revestimento utilizando poliéster e fio de cobre, o que pode baratear o produto. A empresa estuda também criar uma linha de produtos para o mercado pet, com ação antiviral para a limpeza e higienização de ambientes dos animais sem uso de água e de forma segura aos bichos.

“A pandemia funcionou para nós como arrancada, mas também pode virar uma trava, se a retomada não vier no nível esperado. Mas estamos muito animados, acreditamos que o crescimento virá na medida do avanço da vacinação contra Covid-19”, concluiu Bastos.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.