Comércio de veículos e de peças encolhe em Goiás

Comércio de veículos e de peças encolhe em Goiás

1 de agosto de 2021

O número de empresas no comércio de veículos, peças e motocicletas encolheu em Goiás: em 2019, havia 7.386 empresas atuando neste setor no Estado, 4,9% a menos que o número registrado em 2018, segundo levantamento do IBGE. O comércio de veículos, peças e motocicletas apresentou uma receita bruta de revenda de mercadorias de R$ 15 bilhões em 2019. Convém lembrar que esses dados refletem a realidade do mercado antes da pandemia da Covid-19.


Houve queda também no número de unidades locais do comércio por atacado em Goiás. Em 2018, eram 8.670 empresas e passou para 8.135 em 2019, queda de 6,2%.

Mas, houve aumento de 11,6% no quantitativo de pessoal ocupado no setor, que tinha 33.665 pessoas e passou a ser 37.564 em 2019. Os gastos das empresas no comércio de veículos e peças com salários, retiradas e outras remunerações foram de R$ 950,3 milhões em 2019 no Estado, o que significa um salário médio de R$ 1.946.

Os gastos com salários, retiradas e outras remunerações em empresas comerciais foram de R$ 1,8 bilhão, que representa um salário médio mensal de R$ 2.434 em 2019. Assim, o salário médio subiu 1,5% na comparação com o salário-mínimo do respectivo ano.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.