Faturamento do Fujioka cresce quase 30% em 2020

Faturamento do Fujioka cresce quase 30% em 2020

30 de março de 2021

Depois de passar por forte reestruturação administrativa e de mercado, com redução no número de lojas físicas e maior investimento nos canais digitais de vendas, a rede lojista Fujioka enfrentou bem o período de restrições econômicas impostas por conta da pandemia da Covid-19. O faturamento bruto da empresa somou R$ 2,248 bilhões no ano passado, crescimento de 28,4% em relação ao total das receitas brutas em 2019 (R$ 1,749 bilhão).


A receita operacional líquida da rede goiana somou R$ 1,721 bilhão em 2020, aumento de 37% comparado com a de 2019 (R$ 1,256 bilhão). Entretanto, os custos operacionais e com a aquisição de mercadorias da empresa também cresceram no ano passado. Os custos com aquisição de mercadorias e serviços prestados cresceu 36,3%, para R$ 1,714 bilhão. O Fujioka também sofreu significativa redução de 78,5% com as suas receitas financeiras, para R$ 18 milhões em 2020.


Com esses resultados, o lucro líquido do Fujioka no ano passado foi de R$ 81 milhões, que representou redução de 15% em relação ao obtido em 2019 (R$ 95,3 milhões), segundo balanço publicado nesta terça-feira (30/03) pela empresa goiana. Apesar disto, ainda continua sendo um resultado melhor que o lucro líquido de R$ 10,7 milhões registrado em 2018, quando a empresa decidiu iniciar o processo de reestruturação na sua rede, tendo encerrado, por exemplo, a venda de produtos óticos. Em 2017 havia registrado prejuízo de R$ 6,5 milhões.


A primeira loja do Fujioka foi inaugurada em 12 de maio de 1964, com o nome de Foto Sakura, localizada na esquina da Avenida 24 de Outubro com a Anhanguera, em Campinas. No início a pequena empresa trabalhava apenas com a simples fotografia para documentos 3X4. Com o passar dos anos, a empresa cresceu e entrou nos mercados de relógio e ótica. Expandiu seu varejo em Goiás e no Distrito Federal. No final dos anos 70 começou o serviço de distribuição no atacado.


A empresa nasceu com foco na fotografia, que foi se desenvolvendo com o aprimoramento da tecnologia. A aposta em novos produtos foi de essencial importância para guinar os negócios do grupo goiano. A linha de informática proporcionou um avanço grande de vendas. Aumentou o seu mix para outras áreas, como audio e video, cine foto, informática, telefonia, ótica, serviços fotográficos e musicais. O nome Foto Sakura foi usado até 1982, quando a empresa passou a se chamar Fujioka e iniciou uma forte política de expansão em Goiás e no Distrito Federal.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

One thought on “Faturamento do Fujioka cresce quase 30% em 2020”

  1. Avatar gilbertocaxias@gmail.com disse:

    Excelente