Vendas de carros premium novos crescem em Goiás

Vendas de carros premium novos crescem em Goiás

28 de janeiro de 2021

A BMW liderou as vendas em Goiás com 407 modelos comercializados em 2020

As vendas de carros novos de marcas premium cresceram 2,8% em Goiás no ano passado em relação à 2019, mesmo com o impacto da pandemia do coronavírus a partir da segunda quinzena de março e da alta do dólar que flutuou, na média, em patamares superiores a R$ 5,00. Conforme informações do Denatran e da Fenabrave, 1.377 unidades foram emplacadas em 2020, ante 1.339 em 2019, englobando carros importados de oito marcas premium e também veículos montados no País.


De acordo com estimativas do setor, o valor total das vendas de carros premium chegou a quase R$ 280 milhões no ano passado no Estado, com valores variando de R$ 200 mil a R$ 1,4 milhão. Para efeito de comparação, no Brasil, as vendas de 10 marcas de carros de luxo caíram 16% no ano passado em relação a 2019. Já as vendas de veículos novos (geral) registraram queda de 3,2% no ano passado em Goiás, quando comparadas ao desempenho do setor em 2019.


Entre as nove marcas do segmento, a BMW liderou as vendas em Goiás com 407 modelos comercializados, seguida pela Mercedes-Benz (372), Volvo (171), Land Rover (166), Audi (155), Porsche (41), Jaguar (33), Lexus (30) e Tesla (2). Os dois Teslas são Model S Perfom e o Model Y Perform. Os nomes dos compradores não foram revelados.


Para o diretor comercial do Grupo Saga, Vladimir Freitas, a liderança da BMW no segmento premium em Goiás é resultado dos cinco lançamentos realizados no ano passado, principalmente dos modelos 330e, X6 e 218i, além das taxas de juros atrativas e do crescimento do mercado de carros de luxo no Estado. “A tendência é ampliarmos a liderança em 2021 com a chegada de novos modelos”, afirmou. A Saga BMW é a sétima loja que mais vende veículos da marca alemã no Brasil.

Dois Teslas foram vendidos em Goiás em 2020. Nomes dos compradores não foram revelados

Região próspera
Por que o resultado foi positivo mesmo com a crise econômica provocada pelo coronavírus? Na análise unânime dos concessionários, a resposta está no fato que o mercado de carros premium tem grande potencial em Goiás, que está localizado em uma das regiões mais prósperas do País, impulsionado pelo agronegócio. Exemplo do potencial econômico da capital foi o início das operações da Porsche Center Goiânia em agosto de 2020, por meio do grupo Eurobike. Em 2017, o Grupo P7 assumiu a operação da Volvo na capital com a abertura da concessionária Champion, que coincidiu com a investida da marca sueca no lançamento de automóveis e SUVs híbridos plug-in.


Outro fator que pesou foram os juros baixos no mercado, que estimularam os investidores a procurarem outros ativos, o que acabou levando vários deles a comprarem carros de luxo e com taxas atrativas para quem optou pelo financiamento. Um terceiro motivo foi a substituição da viagem para o exterior, proibida por causa do coronavírus, pela compra de um carro de luxo. Para este ano, a expectativa do setor é a redução da alíquota do imposto de importação, ainda que de forma gradual, fato que poderia melhorar as vendas ainda mais. Na opinião dos concessionários de carro premium, a redução do imposto, hoje de 35%, para 20%, é crucial para manter a viabilidade das operações.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.