Os dez tipos de negócios mais abertos em Goiás

Os dez tipos de negócios mais abertos em Goiás

14 de janeiro de 2021

Os serviços combinados de escritório e apoio administrativo lideraram a abertura de empresas no ano passado em Goiás, seguidos das atividades de consultoria em gestão empresarial e do comércio varejista de bebidas. Estas atividades estão entre os 10 tipos de negócios mais abertos em 2020, cujo ranking foi obtido com exclusividade pelo EMPREENDER EM GOIÁS na Junta Comercial do Estado de Goiás (JUCEG). Mesmo no ano da pandemia do coronavírus, o empreendedorismo goiano prevaleceu. Foram constituídas 26.191 empresas no Estado, contra 24 mil em 2019 e 21 mil, em 2018.


“O interessante no caso do segmento que conquistou o primeiro lugar é que muitos profissionais perderam os empregos, empreenderam, criaram as próprias empresas e atualmente prestam serviços a escritórios de administração e para grandes empresas”, explica o presidente da JUCEG, Euclides Barbo Siqueira.


Essa atividade também inclui os escritórios de tecnologia, que fornecem soluções para as áreas de contabilidade, como livro-caixa eletrônico e ferramentas para auditoria e as fintechs de pagamento (são as empresas que simplificam o processo de compra e venda; outras que oferecem máquinas de cartão sem cobrar a taxa de aluguel e outras que se destacam com cartões de crédito, débito e pré-pago).


Outra atividade que chamou a atenção no ranking foi a de construção de edifícios (construção civil). Segundo Siqueira, o segmento já vislumbra um futuro promissor e prevê retomada em até cinco anos. Já o transporte de carga, que aparece em oitava posição, empatado com comércio varejista de cosméticos, é um bom indicativo de investimento. “O transporte de cargas exige um aporte maior para funcionar e, com a pandemia, os empreendedores apostaram na entrega de produtos como nicho de mercado que deve faturar bastante nos próximos anos”, frisa o presidente da JUCEG.

Alessandro Issi perdeu o emprego e abriu negócio próprio em 2020: ““Expectativas estão sendo atendidas”

Negócio próprio
A ideia de caminhar pelas estradas do empreendedorismo era um desejo antigo do relações públicas e administrador de empresas, Alessandro Issi, goianiense de 46 anos. Depois de ter trabalhado com carteira assinada por 26 anos em uma empresa referência no país, trilhar um caminho que foi de estagiário a coordenador de comunicação, ser reconhecido e premiado nacionalmente por projetos de própria autoria, ele foi desligado da empresa em 2020. Imediatamente, Issi pesquisou e em pouco tempo se tornou franqueado da MY Place Office, rede de escritórios compartilhados e coworking com atuação no Brasil.


Criar e montar a empresa em plena pandemia foi um desafio. “Realizamos a reforma do ponto, a capacitação do gestor e da equipe junto à franqueadora (à distância), aquisição de mobiliário, etc. A abertura coincidiu com a retomada da economia e de maior flexibilização dos decretos”, explica Issi. Com uma estrutura moderna, segura e instalada no Setor Bueno, bairro nobre em Goiânia, a empresa oferece serviços de escritório virtual (endereço comercial e fiscal, gestão de correspondências e do atendimento telefônico); salas privativas; salas de reunião e miniauditório; estações de trabalho (coworking).


O escritório tem como público-alvo empreendedores em geral; empresas que buscam reduzir custos e readequar sua estrutura e trabalho híbrido (presencial e a distância); agências de marketing digital e comunicação; startups; profissionais de tecnologia da informação; representantes; advogados; arquitetos; dentre outros. “Nossas expectativas estão sendo atendidas. A procura está grande, muitas empresas buscam alternativas para readequação dos escritórios e reduzir custos. Estou muito satisfeito com o retorno até agora”, ressalta o novo empreendedor.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.