Mais cidades vão adotar a plataforma de retomada da FIEG

Mais cidades vão adotar a plataforma de retomada da FIEG

3 de julho de 2020

Sandro Mabel: “A plataforma pode ajudar muito, pois quem manda nela é a prefeitura, que vai definir a retomada das atividades de forma segura e, controlada”

A Federação Goiana dos Municípios (FGM) e a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg/IEL) uniram-se para oferecer aos municípios goianos, gratuitamente, a Plataforma de Retomada das Atividades Econômicas, para que as prefeituras possam ter uma ferramenta que exija de todos os estabelecimentos o cumprimento de medidas sanitárias que evitem o contágio pela Covid-19. Por meio de videoconferência, realizada nesta sexta-feira (03/07), a segunda no intervalo de um mês, representantes de prefeituras de parte dos 246 municípios goianos conheceram e aprovaram a plataforma desenvolvida pela Fieg e pelo IEL Goiás.

A apresentação foi feita pelo presidente da Fieg, Sandro Mabel, pelo prefeito José Cunha, de Porteirão de Goiás, no Sul do Estado, também presidente da FGM, e pelo superintendente do IEL Goiás, Humberto Oliveira. Participaram ainda prefeitos de outros municípios goianos. “Este é um momento muito importante. Temos que andar todos de mãos dadas, dividindo as responsabilidades. Já falei com uns 20 prefeitos de cidades de todos os tamanhos e é importante que formem os conselhos com as autoridades da saúde locais para tomar as decisões. A plataforma pode ajudar muito, pois quem manda nela é a prefeitura, que vai definir a retomada das atividades de forma segura, controlada, para que a população possa estar protegida e a economia possa girar”, afirmou Mabel.

Além de falar da plataforma, o presidente da Fieg também pediu aos representantes dos municípios goianos que buscassem informações sobre a prevenção à Covid-19 por meio de medicamentos. “Cada vez mais, as pessoas estão aderindo ao protocolo precoce com medicamentos. Manaus aplicou isso e conseguiu descolapsar o sistema de saúde em duas semanas. Tem que ter o acompanhamento médico. Não podemos deixar as pessoas entrarem no hospital para ir para a UTI”, afirmou.

Para o presidente da FGM, José Cunha, neste momento de adversidades, ainda sem vacina para a Covid-19, os municípios goianos precisam trabalhar unidos com o comércio, com a população e com a indústria. “Que essa plataforma sirva como uma importante ferramenta de apoio para nossos municípios fazerem a abertura das atividades da forma mais segura. Com certeza, a utilização vai crescer, porque a plataforma é muito importante para que isso seja feito. Espero que isso ocorra a partir de segunda-feira, com os municípios tomando suas decisões e formatando seus decretos”, afirmou José Cunha.

Aprovação
A apresentação da plataforma foi bem recebida pelos prefeitos e representantes dos municípios, que já se manifestaram no sentido de adotá-la nos próximos dias. “Essa plataforma é muito completa e uma excelente iniciativa da Fieg, do IEL e da FGM. Estamos em uma luta para achar um meio termo para manter a população segura e movimentar a economia de forma equilibrada. A consequência financeira, após a pandemia, pode ser muito pior que a doença. Vamos procurar aderir à plataforma o mais rápido possível”, afirmou Agnaldo Ávila, prefeito de Campinorte, na Região Norte Goiano.

A prefeita Genilva Kátia, de Doverlândia, na Região do Oeste Goiano, corroborou as palavras do colega de Campinorte e ressaltou a importância da iniciativa da Fieg. “Agradecemos muito à Fieg e à FGM pela oportunidade de conhecermos uma ferramenta tão completa, que é muito útil. Estamos felizes por ver algo que vai ajudar os municípios. Vamos nos inteirar e estudar a utilização da plataforma o quanto antes”, disse.

A plataforma já está rodando em Aparecida de Goiânia, Porangatu e em Luziânia, além de estar em fase final de implantação em Planaltina e Campos Verdes. A Fieg investiu cerca de R$ 1,5 milhão na elaboração do projeto, idealizado por Sandro Mabel, e está disponibilizando-o gratuitamente às autoridades competentes que desejarem utilizá-la. A plataforma já despertou interesse dos governos federal, de Estados como Paraná, Ceará, Mato Grosso, São Paulo, além da prefeitura de Campo Grande (MS). O projeto já foi apresentado a todos e diariamente continua a ser explicado a diferentes autoridades interessadas em todo o País.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.