Perspectiva da plataforma ferroviária da Rumo em Rio Verde

A Rumo Logística teve aprovado o pedido de financiamento de R$ 200 milhões do Fundo Constitucional Centro-Oeste (FCO) para a construção de uma plataforma da Ferrovia Norte-Sul em Rio Verde (GO). O investimento total será de R$ 400 milhões, considerando a instalação completa da infraestrutura e do terminal de grãos, e deverá entrar em funcionamento em 2021. A empresa informa no projeto que serão gerados 300 empregos diretos na plataforma, que deverá ser a maior nos quase 1,5 mil km do trecho da Norte-Sul entre Porto Nacional (TO) e Estrela D’Oeste (SP).

Em dezembro passado, a prefeitura de Rio Verde assinou o contrato com a Rumo Logística para a implantação da Plataforma Multimodal no município. O diretor da empresa, Júlio Fontana, disse que as obras devem começar no início deste ano. “Provavelmente, em julho a gente começa a operar contêineres de Anápolis até Imperatriz e, em janeiro de 2021, já teremos o primeiro trem de grãos operando a partir de São Simão, posteriormente chegando em Rio Verde”, pontuou.

A plataforma em Rio Verde será um grande hub logístico de Goiás. Atenderá diferentes cadeias produtivas. No agronegócio os potenciais clientes serão produtores rurais, cooperativas, indústrias de beneficiamento, usinas de açúcar, tradings e empresas de fertilizantes, que poderão transportar seus produtos tanto para o mercado interno quanto para o externo.

Além disso, a instalação de um complexo de combustíveis dentro do complexo permitirá que distribuidoras façam o escoamento para mercados importadores de São Paulo e o recebimento e distribuição de derivados na região. A capacidade de transporte é de 11 milhões de toneladas por ano e movimentará cerca de 1.200 caminhões por dia.


Deixe seu comentário