Rede goiana Drogashop chega a 96 franquias
Destaques Empresa Destaque

Rede goiana Drogashop chega a 96 franquias

20 de dezembro de 2019

“Esse é um segredo que só revelo se for bem pago”, disse, em tom bem humorado, o gerente de expansão da Drogashop, Guilherme Barbosa. O EMPREENDER EM GOIÁS queria saber como a marca chegou, em sete anos, a 96 unidades franqueadas distribuídas em Goiás, Pará, Tocantins e Distrito Federal em meio à acirrada competição com redes de farmácias com capilaridade superior em diversas regiões do País, como Raia / Drogasil e Pague Menos. “Nosso diferencial é atuar justamente nos bairros onde estas grandes redes não estão. Costumamos ir para setores que, por diversas razões – e a principal pode ser o alto investimento – não comportam uma loja do porte delas. Ao mesmo tempo, não temos uma única franquia sequer em bairros nobres, onde estas redes maiores marcam presença”, resume Guilherme.

A Drogashop é uma marca genuinamente goiana. Com aproximadamente 1 mil funcionários, a meta para 2020 é atingir uma taxa de crescimento de 20% com a abertura de 20 novas unidades. Uma, em Mineiros, cidade localizada a 420 quilômetros de Goiânia, está na etapa final do processo de implantação. Outras três serão abertas no Distrito Federal ainda no primeiro trimestre do ano que vem e há negociações adiantadas com futuros franqueados de Tocantins.

Em 2019, aquela mesma taxa deve ficar em 17%, menos da metade dos 37% de 2018. “Aquele ano foi espetacular. Mas este foi estratégico. Nos dedicamos à revisão e restruturação do negócio, buscando ainda mais qualidade e destinando mais atenção aos franqueados”, detalha Guilherme Barbosa. A Drogashop também comercializa produtos com marca própria. São cerca de 50, todos do grupo de vitaminas e suplementos. “Temos preços competitivos e um mix de produtos capaz de atender o público de todas as classes sociais”, ressalta o gerente de expansão.

As unidades franqueadas trabalham com televendas, convênios, plantões de atendimento 24 horas e, mesmo atuando como uma drogaria convencional, há aquelas que manipulam medicamentos. “Queremos criar o maior número possível de facilidades para os clientes. Quem mora em um bairro onde há uma Drogashop vai ter acesso a uma drogaria completa, com atendimento diferenciado”, diz. Hoje são necessários cerca de R$ 70 mil para um futuro franqueado que já seja proprietário de uma drogaria e queira fazer o que, neste meio, é denominado “conversão” (adapta-se a estrutura pronta às exigências da marca franqueadora). Para quem for “começar do zero”, o investimento médio é de R$ R$ 250 mil.

Guilherme Barbosa: “Nosso diferencial é atuar justamente nos bairros onde estas grandes redes não estão”

Olho do dono
A Drogashop foi criada em 2006. Sete anos depois, em 2013, começou o processo de franquia com a conversão de 11 das 12 lojas próprias que existiam à época – hoje há apenas uma nestas condições, localizada em Aparecida de Goiânia. “Percebíamos a necessidade de ter um proprietário, literalmente falando, dentro de cada uma das nossas drogarias. Nem todas eram lucrativas na época; e as melhores sempre se destacavam em função da gestão”, relembra o gerente de expansão.

O êxito no processo de abertura de franquias e a experiência adquirida ao longo dos anos resultaram em um novo projeto: a chance de administrar outras marcas. “Partimos da premissa de que dividir é multiplicar. Estas outras marcas já existiam no mercado. Então nos tornamos sócios de algumas, e de outras participamos diretamente da gestão. Em outras palavras, estão todas hoje debaixo do ‘guarda-chuva’ da Shop Franchising, uma espécie de holding que criamos. Temos uma estrutura específica para cuidar de cada uma destas marcas”, conta Guilherme Barbosa.

Portanto, além das 96 unidades franqueadas da Drogashop, integram esta holding 50 unidades da Bolos do Cerrado, 43 da Agropop – Pet Center (animais de estimação), quatro da Sou Básica (cosméticos) e duas da Bistrôgonofe. A marca Bolos da Fazenda e uma outra de lanchonetes que Guilherme Barbosa ainda não revelam a nome devem estar neste grupo a partir de 2020.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.