Industriais goianos estão mais confiantes

Industriais goianos estão mais confiantes

27 de fevereiro de 2018

Os industriais goianos estão cada dia mais confiantes, aponta o Índice de Confiança do Empresário Industrial Goiano (ICEI), divulgado nesta segunda-feira (26) pela Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg). Em fevereiro, o índice chegou a 59,3 pontos, mantendo a alta verificada nos últimos meses, com aumento de 0,2 ponto na comparação com janeiro deste ano e de 4,2 pontos, em relação a fevereiro de 2017.

O ICEI antecipa tendências de investimento na indústria. Empresários otimistas em relação ao desempenho presente e futuro das empresas e da economia tendem a investir mais. O índice atual indica tendência de recuperação da atividade, criação de empregos e aceleração do crescimento econômico.

Para o presidente da Fieg, Pedro Alves de Oliveira, a trajetória de recuperação do ICEI comprova a melhoria do ambiente de negócios no Brasil e reforça a importância da continuidade de uma agenda que prova a competitividade do setor produtivo nacional, voltando a atrair investimentos para o País. “A recuperação da economia e o aumento da confiança do empresário na melhoria das condições de negócios estão intimamente ligadas às medidas que viabilizam o ajuste fiscal do setor público e que promovem maior investimento em áreas estratégicas”, afirmou. Os resultados da pesquisa revelam que os empresários goianos têm melhorado continuamente sua confiança, visto que o resultado atual é o maior desde fevereiro/2014, quando chegou a 59,5 pontos.

De acordo com Januária Guedes, assessora Econômica da Fieg, a economia goiana tem mostrado sinais de recuperação, o que pode ser observado pelo ICEI. Segundo ela, o índice atual é o melhor desde fevereiro de 2014, ano de início da crise econômica. “Hoje, estamos diante de empresários mais confiantes, com melhores condições em seu ambiente de negócio e com melhores expectativas futuras. A se manter essa tendência de otimismo e a melhora contínua do cenário econômico poderemos ter um 2018 de consolidação dessa recuperação” vaticina.

Resultados
As empresas de grande porte apresentam aumento de 6,2 pontos em comparação a fevereiro de 2017 e 0,7 ponto em relação a janeiro deste ano, alcançando 62 pontos. As empresas de médio porte ficam em 56,8 pontos, melhor resultado desde março de 2014 – crescimento de 1,1 ponto sobre janeiro de 2018 e 1 ponto se comparado com fevereiro de 2017. Já as empresas de pequeno porte apresentaram queda de 1,7 ponto na comparação com janeiro/2018, ficando em 56,7, próximo ao índice apresentado em novembro/2017. Mesmo com a queda, o nível de confiança neste segmento empresarial ficou 3,6 pontos acima do índice do mesmo mês do ano passado – 53,1.

O Indicador de Condições aumentou 10 pontos em relação a fevereiro de 2017, chegando a 52,8, melhor resultado desde 2013, chegando a 51,8 pontos. Este indicador mede as condições correntes de negócios comparadas com os últimos seis meses e indicam melhora no ambiente de negócios. Já o Indicador de Expectativas, que mede as condições atuais comparadas com o que se espera para os próximos seis meses, ficou em 63,2 pontos, índice superior ao de janeiro deste ano.

As expectativas do empresário goiano começaram a melhorar em meados de 2016, se mantendo desde agosto de 2017 acima dos 60 pontos, seguindo a tendência nacional. No País, a queda de 0,2 ponto em relação a janeiro deste ano, não foi suficiente para reduzir a confiança do empresário. O resultado é o segundo maior desde abril de 2011, ficando em 58,8 pontos.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.