Já vai o tempo em que as empresas nasciam e se mantinham apenas pelo “feeling” de seus donos. Hoje, conhecimento de mercado, planejamento e constante inovação são o bê-á-bá das empresas de sucesso. Gerente e consultor do Sebrae Goiás, Ulisses Fontoura, dá dicas de como começar um negócio que seja de fato sustentável, sem o abre-e-fecha nos primeiros anos, algo ainda comum no mercado brasileiro.

As dicas vão desde identificar bem o próprio perfil para o negócio até a inovação, com a empresa já em pleno voo, passando também questões técnicas e gerenciais. Para todas essas etapas é possível contar com ajuda do Sebrae, com cursos e treinamentos gratuitos, presenciais ou a distância. O apoio prevê inclusive ajuda em investimentos pontuais no negócio.

“O maior gargalo à sobrevivência das empresas hoje nem é mais a parte técnica, de investimento ou de gestão, mas comportamental. É preciso cuidar muito tanto do comportamento dos próprios donos quanto da administração de funcionários e colaboradores, ou seja, o grande diferencial é cada vez mais saber lidar com gente”, sugere Ulisses Fontoura.

Confira as dicas:

SEU PERFIL

a) Avalie bem quais são suas vocações para negócios e conheça mais sobre a realidade econômica da sua cidade/Estado (estude antes dados socioeconômicos, pesquisa de mercado, conjuntura econômica e diagnósticos setoriais);

b) Desenvolva suas habilidades se capacitando (busque conhecimento em gestão, cursos com temas em empreendedorismo, vendas, compras, marketing, finanças e especialmente uma preparação na parte comportamental);

c) Busque conhecer alguns negócios de sucesso e procure entender quais fatores influenciaram neste sucesso (oportunidade/tipo do negócio, localização, qualidade de produto ou serviço, maturidade dos sócios, abrangência da área de influência, dentre outros).

OPORTUNIDADES

Identifique uma oportunidade de negócio que lhe traga satisfação pessoal. Somado a isso, busque algo que tenha viabilidade na região onde quer montar o negócio. Atenção especial ao perfil de consumo da região (cidade/estado). Se não quiser começar do zero e achar mais seguro, franquia pode ser uma boa opção de início.

PESQUISAS

Busque informações sobre o tipo de negócio que você definir. Prepare-se tecnicamente e busque conhecer a fundo o seu futuro ofício, sempre conforme o tipo do negócio. Isso será fundamental para subsidiar a criação de seu plano de negócio.

PLANO DE NEGÓCIO

Comece bem: elabore um Plano de Negócio, que reduzirá sua margem de erro e vai te ajudar a ter perspectiva de prazo para desenvolvimento da empresa, além de ajudar a superar as primeiras dificuldades.

CAPITAL NECESSÁRIO

Atenção ao crédito! Estude a melhor opção conforme sua condição pessoal e a demanda de seu negócio: aplicar recursos próprios? Contar com sócios ou buscar em instituições financeiras.

BUROCRACIA

Registro da empresa: cumpra obrigações legais sem se afogar na saída. Busque uma orientação correta sobre qual o melhor modelo de registro de seu negócio, que tributações incidem, quais licenças legais são necessárias e como obtê-las.


SUA MARCA

Registre sua marca. Seu negócio tem potencial de crescimento, não importa o tamanho. Mire longe e registre sua marca e patentes. Aqui cabe também um plano de comunicação que preveja identidade visual, desenvolvimento de website, implantação de processos, gestão de sustentabilidade, desenvolvimento de embalagens, novas tecnologias, dentre outros tópicos afins.

MIRE O AMANHÃ

Planeje sempre, capacite-se e inove constantemente. Você deve pensar o futuro. Planeje cada passo seguinte, não pare de estudar o mercado, os concorrentes, fique atento às tendências e não pare de trazer novidades para o seu negócio, por mais simples que possam parecer, elas vão fazer você seguir com diferencial no mercado.


Deixe seu comentário