O empresário goiano Paulo Afonso Ferreira, ex-presidente da Fieg, foi eleito nesta quinta-feira o novo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em substituição ao presidente afastado da entidade, Robson Andrade, alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga irregularidades no Sistema S em Pernambuco.

Atualmente, Paulo Afonso é vice-presidente nacional da entidade e disputou a presidência com os empresários Paulo Skaf (São Paulo) e Glauco Côrte (SC), mas o goiano contou com o apoio de lideranças industriais do Centro-Oeste e do Nordeste do País e foi eleito por unanimidade entre os 27 presidentes das federações estaduais da indústria.

 


Deixe seu comentário