O número de empresas abertas cresceu 8,64% em janeiro de 2019, no Estado, em comparação ao mesmo mês de 2018. De acordo com a Junta Comercial de Goiás (Juceg), 1.748 empresas abriram as portas no mês passado ante 1.609 em janeiro de 2018. Somente em Goiânia 667 novas unidades comerciais, industriais e de serviços foram registradas na Juceg. Depois da capital, os maiores registros aconteceram em Anápolis, com 97 novas unidades abertas, e Aparecida de Goiânia, com 81 novos registros.

O comércio varejista de vestuário e acessórios, cuja vocação econômica pode ser constatada a partir do crescimento dos polos confeccionistas e de moda em Goiânia e interior do Estado, puxaram os registros de abertura de novas empresas. Destacaram-se também as empresas de serviços, combinando atividades de apoio administrativo, de escritório e comércio varejista de bebidas.

Na avaliação da presidente da Juceg, Eliene Feitosa, a tendência é de que esses números positivos aumentem, já que o governo estadual tem avançado com projetos que impulsionam a economia local. Segundo ela, já está em fase de conclusão a integração de sistema da Juceg com a Secretaria da Fazenda Estadual (Sefaz), que vai possibilitar ao empresário fazer a alteração e a baixa de empresa num único processo, economizando o tempo dele e o da área contábil, com tudo protocolado via internet.

A Juceg protocolou, somente em janeiro deste ano, 11.732 processos relativos aos atos empresariais. Deste número, 11.495 processos já foram analisados. Também foram emitidas 5.731 Certidões Simplificadas, 219 Certidões Específicas e 1.876 Certidões de Inteiro Teor.


Deixe seu comentário