Patrícia Mercês: “Para nós, é um orgulho que não cabe no peito termos uma medalha de platina com um produto que tem a alma do Cerrado. Isso nos deixa realmente honrados e gratos”

A cerveja Colombina, que é comercializada desde dezembro de 2017 na Áustria, acaba de conquistar seu primeiro prêmio na Europa. Em sua quinta edição, o Meininger’s International Craft Beer Award, considerado entre os cervejeiros germânicos como um dos principais concursos da categoria em solo europeu, concedeu a medalha de platina à cerveja Colombina Romaria, no estilo Fruit Beer. Esta cerveja, que tem como estilo base o Belgian Dark Strong Ale, também conta com adição de baunilha do Cerrado (cultivada na Cidade de Goiás) e de mutamba.

Para conquistar a medalha na Alemanha, a Colombina Romaria enfrentou uma acirrada concorrência ao disputar com 1.100 exemplares de cervejas que foram avaliadas por um painel composto por 84 experts da bebida. Um total de 90 cervejarias foi premiada e apenas 26 rótulos receberam a medalha de platina, dentre as quais a cerveja goiana.

“Para nós, é um orgulho que não cabe no peito termos uma medalha de platina com um produto que tem a alma do Cerrado, foi nossa primeira inscrição em um concurso internacional e conseguimos um resultado tão expressivo. Isso nos deixa realmente honrados e gratos”, comemora Patrícia Mercês, diretora-geral da Cervejaria Goyaz. Em dezembro de 2017, o site EMPREENDER EM GOIÁS anunciou com exclusividade a chegada da cerveja Colombina na Áustria.

A cerveja goiana Colombina Romaria foi escolhida como um dos destaques entre os mais de 1.090 exemplares de cervejas europeias participantes de um concurso na Alemanha

Sonho realizado

Conforme Patrícia Mercês, foi a materialização de um sonho da marca em iniciar o movimento de exportação e a disseminação das especiarias e frutos exóticos do Cerrado Brasileiro em solo europeu. Para que esse passo importante pudesse ser dado da forma mais assertiva, toda a fábrica adaptou-se a regras técnicas exigidas no exterior e buscou junto ao Senai Alimentos e Bebidas consultoria necessária para se adaptar às normas internacionais de produção da cerveja.

“Todo esse investimento padronizou nossa qualidade de forma que a excelência está tanto nas cervejas que são consumidas aqui no Brasil quanto fora do país. Todas as nossas cervejas atendem aos rigorosos critérios de exportação, e isso nos enche de orgulho”, explica Patrícia.

Além da medalha de platina no Meininger’s, a Colombina Romaria também conquistou outro importante marco em 2018. Isso porque a cerveja recentemente foi premiada em um concurso relevante para o mercado cervejeiro nacional, promovido na programação do Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau-SC. Neste concurso nacional, a “Romaria” ganhou medalha de bronze no estilo Brazilian Beer com ervas e especiarias. Vale ressaltar que ela também foi medalha de bronze em 2016, na categoria Herb and Spice.

“Todas essas conquistas reforçam o cuidado da Colombina em seus processos criteriosos de estudo de combinações de frutos e aromas que resultam nos sabores ímpares dos rótulos da cerveja goiana”, afirma Patrícia. Conforme Alberto Nascimento, que atua como o sommelier da marca dede 2014, com essa biodiversidade do Cerrado, a cervejaria gerar novas experiências, valoriza cada vez mais a região e apresenta para o mundo esses nossos sabores tão típicos.


Deixe seu comentário