Leonardo Oliveira e Paulo Santana tornaram o IPOG referência nacional em pós-graduação

Com menos de 17 anos de mercado, o Instituto de Pós-graduação e Graduação (IPOG), que nasceu em Goiânia das mãos de dois ex-estudantes de Direito – Leonardo José de Oliveira e Paulo José Santana -, se consagra entre as cinco principais instituições que oferecem cursos de pós-graduação do País e se orgulha de já ter formado mais de 50 mil alunos por todo o Brasil, em curso de curta duração, de graduação e de pós-graduação. Atualmente, 20 mil alunos integram as 500 turmas, dividas em 120 cursos oferecidos pelo instituto em todo o País.

O IPOG é uma Instituição de Ensino Superior (IES), aprovado pelo Ministério da Educação e Cultura, e tem mais de 40 unidades no País. Está presente em todas as capitais e nas principais cidades das Regiões Norte a Sul. Oferece cerca de 120 cursos de graduação, de pós-graduação, aperfeiçoamento profissional e de educação corporativa, nas modalidades presencial e à distância.

São mais de 40 cursos nas áreas de comunicação, direito, educação, engenharia, arquitetura, gestão, negócios, meio ambiente, saúde, tecnologia da informação e outros. E agora, seus diretores-proprietários Leonardo Oliveira e Paulo Santana partiram para criar o IPOG Mundi, que é uma parceria com instituições internacionais visando a possibilidade de formação de estudantes no exterior, e futuramente, cursos de mestrado e doutorado.

O instituto goiano conta com 1.250 colaboradores, dos quais 260 atuam em Goiânia, e 800 formam o corpo de docentes, muitos inclusive com doutorado. Deve fechar este ano com faturamento de R$ 117 milhões. Para 2018, a meta é inaugurar a expansão da unidade Goiânia, na Rua T-55, passar a funcionar os cursos de graduação de direito e psicologia e se manter entre os cinco maiores e principais institutos de pós-graduação do Brasil e o primeiro de Goiás.

Para Leonardo Oliveira, um jovem de 37 anos de idade, o IPOG atingiu sua maturidade e sua nova missão é o desenvolvimento integral dos alunos. Além do profissional do conhecimento a aposta agora é na era da sabedoria. “Não queremos apenas capacitar o profissional para o mercado, mas desenvolver o indivíduo integralmente. Por isso, este ano, inserimos em todos os cursos o módulo transversal de Desenvolvimento Integral do Potencial Humano”, diz o empresário ao EMPREENDER EM GOIÁS.

Leonardo Oliveira lembra que uma pesquisa feita pela Universidade Harvard, dos Estados Unidos, mostrou que muitos profissionais, ainda jovens, já se sentem frustrados, embora estejam ganhando muito dinheiro. Por isso, completa, “precisamos trabalhar o desenvolvimento integral do potencial humano para ele desenvolver todo o seu potencial e saber lidar com todas as adversidades da vida”.

Rede de ensino IPOG começou como uma franquia em Goiânia e hoje fatura mais de R$ 100 milhões por ano

Trajetória
Ninguém imagina a difícil trajetória que seus donos tiveram que traçar para chegar ao topo do sucesso. Foram necessárias muita garra, determinação, confiança e uma fé inabalável no futuro, e ainda, uma percepção consciente do poder, disse Leonardo Oliveira, filho de uma empregada doméstica que, antes de se tornar um empresário de sucesso, trabalhou numa serralheira no Mato Grosso, como cobrador da Metrobus, servente de pedreiro e garçom, em Goiânia.

A história do IPOG começou em Goiânia como franquia de universidade carioca. Um dos proprietários, Paulo José Santana, estimulado por um primo que morava no Rio de Janeiro, decidiu abrir a franquia em Goiânia oferecendo cursos de pós-graduação em direito e design em 2001. Em 2003, Leonardo entrou no negócio e foi abrir filiais em Cuiabá (MT) e Palmas (TO). Em 2007, o instituto já atuava em todo o Brasil.

Dois anos depois, o MEC concedeu o credenciamento ao instituto para se tornar instituição de ensino superior. Foram oferecidos os cursos de administração de empresas e engenharia. Agora, os diretores aguardam apenas a publicação oficial para o credenciamento para os cursos de graduação em direito e psicologia. Contudo, 98% dos cursos oferecidos pelo IPOG, em todo o País, são direcionados para a pós-graduação, em diferentes áreas.

Também está nos planos do Instituto ampliar seus programas de apoio social, coma concessão de bolsas de estudos a alunos carentes. Continuar com a parceria com a Unicef e Médicos Sem Fronteiras, e também, com outras empresas goianas, como a Opus Construtora e a Adão Imóveis, que terão os cursos do Programa Plenitude. Simultaneamente, o Instituto e as empresas oferecerão capacitação a crianças carentes de vários bairros da capital.


Deixe seu comentário

3 comments

  1. Dirce Responder

    Parabéns Leonardo fi o muito feliz em te ver no topo vc conquistou seu espaço e sua mãe no céu está muito FELIZ. Mais sucessos para você. Abçs

  2. WA SOLAR Responder

    Parabéns, desejamos muito sucesso nessa nova empreitada do IPOG.

  3. Sandra Responder

    Que bacana. Fiz a escolha certa!