Cada vez mais estratégico, deixando para traz as suposições baseadas em percepções, algumas vezes errôneas, a tecnologia se torna uma parceira essencial para a área de Recursos Humanos das corporações. Já há algum tempo, o uso da tecnologia neste setor vem transformando a relação empresa – colaborador. A cada dia surgem novidades que precisam ser avaliadas pelos empresários e gestores. Afinal, a tecnologia promove uma interação mais transparente e justa entre as partes, possibilitando um patamar mais elevado de confiança nas relações internas.

Os sistemas de RH permitem que o colaborador possa ter acesso ao seu histórico dentro da empresa, acompanhe seus recebimentos, consulte as avaliações a que foi submetido e, com isso, tenha acesso a várias informações relevantes, por exemplo, de resultados da empresa, que podem estar vinculados a bônus ou participação nos lucros, tornando os critérios da
meritocracia muito mais claros.

Alguns softwares oferecem a possibilidade de os colaboradores alimentarem a ferramenta com um minicurrículo, facilitando as avaliações por parte dos gestores, quando buscam determinados perfis para ocupar posições em aberto. Em relação a processos e sucessão, possibilita legitimidade nas escolhas, tomando como base todo o histórico de atuação da pessoa na empresa, ou seja, aspectos comportamentais e indicadores de desempenho (KPI´s).

Esta gama de informações permite aos gestores feedbacks mais assertivos e, com isso, planos de desenvolvimento individual factíveis com a carreira do colaborador e alinhados com os objetivos estratégicos da empresa.


Deixe seu comentário