Vendas de Natal devem crescer 16% nos shopping centers

Vendas de Natal devem crescer 16% nos shopping centers

20 de dezembro de 2021

Os shopping centers investiram mais na decoração natalina este ano para atrair os consumidores

Os shopping centers projetam crescimento de 16% nas vendas de Natal até dia 25 próximo em comparação ao mesmo período do ano passado. A  Pesquisa de Expectativas Natal 2021, da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), também indica que o setor ira movimentar R$ 5,6 bilhões entre os dias 19 e 25 de dezembro. Além do aumento nas vendas, o comércio nos shoppings deve resultar em um ticket médio de R$ 219, o que representa um valor 11,2% maior que os R$ 197 do ano passado e 17,7% superior ao registrado em 2019, quando as vendas médias foram de R$ 186.

Conforme a pesquisa, a data também deve marcar uma nova alta no volume de frequentadores, pois a expectativa dos shoppings é que o fluxo de pessoas seja 17% superior ao observado em 2020 – naquele momento o setor funcionava com restrições.

Além das vendas presenciais, os shoppings destacam os seguintes canais de vendas para a data: o marketplace/vendas online (47%), o delivery (43%), drive-thru (34%) e lockers (17%). Os números demonstram a resiliência e a adaptação do setor a novas ferramentas, que venham agregar ao varejo físico. Além disso, as seguintes categorias serão destaques de vendas no fim de ano: vestuário (75%), perfumaria e cosméticos (66%), eletrônicos (63%), calçados (60%) e brinquedos (44%).

Os shoppings também revisaram para cima o volume de trabalhadores temporários contratados pelo setor para o período do fim de ano e registraram um incremento de 11% ao quadro atual de funcionários.Estima-se que o setor conte com 100 mil trabalhadores a mais no Natal de 2021.

2022 promissor

Na avaliação do presidente da Abrasce, Glauco Humai, após quase dois anos de pandemia, os números deste Natal representam não apenas a resiliência do setor, mas um horizonte promissor para 2022. “São previsões muito boas para os shoppings e demonstram que a melhora da pandemia, com o avanço da vacinação, aliada à eficiência na gestão dos empreendimentos, têm possibilitado uma recuperação contínua e cada vez mais robusta”, afirma.

Entre os investimentos em ações promocionais para incentivar as compras de Natal empreendidas pelos lojistas, destacam-se: Ganhe e Concorra (33%), Compre e Ganhe (31%) e Sorteios (28%). Apenas em 8% deles não haverá nenhum tipo de promoção.

Os carros (51%) e vale compras (35%) aparecem entre os principais prêmios disputados nas promoções. Em comparação com 2020, o valor total investido em promoções nesse Natal será superior em 71% dos shoppings. O aumento médio é de cerca de 40%.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.