Pequenos negócios geraram 86,3% dos empregos em agosto em Goiás

Pequenos negócios geraram 86,3% dos empregos em agosto em Goiás

5 de outubro de 2021

Euclides Barbo e Antônio Carlos, no lançamento do programa Comece Certo

Das 11.167 novas vagas de trabalho criadas no mês de agosto em Goiás, os pequenos negócios foram responsáveis por 10.069, ou seja por 86,3%. O setor de serviços liderou com 3.940 novos postos de trabalho, seguido pelo comércio (2.654),  construção (1.794 e indústria da transformação ( 1.555), de acordo com levantamento feito pelo Sebrae, com base nos dados do Caged, do Ministério da Economia.

No Brasil,  os pequenos negócios foram responsáveis por 265,1 mil dos 372,2 mil novos empregos com carteira assinada criados em agosto , o que corresponde a cerca de sete em cada dez novos postos de trabalho abertos no Brasil, nesse período.

O setor de serviços, um dos mais impactados pela pandemia do coronavírus, também foi o responsável por cerca de 46% das vagas de empregos dos pequenos negócios, contratando 119,3 mil trabalhadores, quase o dobro das contratações feitas pelas médias e grandes empresas de Setor que, em agosto, abriram 60,8 mil novos postos de trabalho. Na sequência, aparecem o setor do comércio com 69,8 mil, indústria da transformação (40,6 mil), construção (30,7 mil) e agropecuária (2,5 mil), sendo que apenas neste o último o número de novas vagas foi inferior ao das médias e pequenas que abriram 6,7 mil.

Comece Certo

Para quem quer ser empreendedor, o Sebrae Goiás e a Junta Comercial do Estado (Juceg) lançaram nesta terça-feira (5), data em que se comemora o Dia Nacional da Micro e pequena empresa, o programa COMECE CERTO, que é um serviço gratuito de orientação e apoio a todas as pessoas que vão formalizar uma empresa na Juceg, a partir deste desta primeira semana de outubro. O link de acesso é https://vitrine.sebraego.com.br/comece-certo.

De acordo com o diretor superintendente do Sebrae Goiás, Antônio Carlos de Lima Neto, o intuito é disponibilizar o melhor atendimento para o empreendedor goiano, proporcionando ferramentas de crescimento e manutenção do negócio. “Espero que possamos contribuir significativamente com o futuro empresário nesse período de retomada da economia, que certamente virá daqui parafrente”, afirma.

O presidente da Junta Comercial do Estado de Goiás (JUCEG), Euclides Barbo, explicou que a entidade sempre se preocupou em fazer o registro, mas agora o trabalho vai além. “Nós pegamos na mão do empreendedor, trazemos para o Sebrae que dá toda a estrutura para que ele possa crescer com segurança, além de fazer todo o acompanhamento necessário, para que a empresa não entre nas estatísticas e não acabe dentro de dois anos”, afirma.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.