Cooperativas goianas são a sexta maior do País

Cooperativas goianas são a sexta maior do País

11 de agosto de 2021

Luís Alberto Pereira, da OCB/GO: “A força do agronegócio reverberou nas cooperativas goianas”

O cooperativismo tem crescido muito em Goiás. No ano passado, as cooperativas goianas deram um salto significativo com o ingresso de 42 mil novos cooperados, passando para 301.108 no total, aumento de 16,1%. O número de empregos diretos gerados pelo setor cresceu 8%, para 12.843 em 2020, acima da média nacional. Os dados são do Anuário Brasileiro do Cooperativismo, recentemente divulgado pela OCB Nacional.

No ano passado eram 235 cooperativas em atividade no Estado, o que garante à Goiás o sexto lugar no ranking nacional em número de unidades ativas. O cooperativismo goiano gera quase 13 mil empregos diretos, também o sexto Estado em número de postos de trabalho no cooperativismo brasileiro.

O total de ativos gerado pelas cooperativas goianas apresentou no ano passado crescimento de 43,3%, saltando de R$ 21,7 bilhões (2019) para R$ 31,1 bilhões (2020). O patrimônio líquido do setor em Goiás cresceu 24,9%, de R$ 5,774 bilhões (2019) para R$ 7,215 bilhões. Outro dado muito significativo do cooperativismo goiano é o das sobras (equivalente a lucro): cresceu 180%. Em 2019, as cooperativas no Estado geraram sobras de R$ 525,8 milhões. Em 2020, foram R$ 1,475 bilhão.

O presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, afirma que o modelo econômico do cooperativismo tende a sofrer menos os impactos das crises, seja nas cooperativas agroindustriais, sejam nos prestadores de serviços. “Isso deve-se, principalmente, pela força do conjunto e pela relação próxima e de confiança entre cooperado-cooperativa. Nesses momentos o cooperado apoia a sua cooperativa e vice-versa”, afirma. “Os números do Anuário do Cooperativismo reforçam essa tese, em especial em Goiás, onde a pujança do agronegócio reverberou nas cooperativas, especialmente nas do agronegócio, de transporte e as de crédito”, enfatiza.

No Brasil
O setor cooperativista brasileiro reúne 17 milhões de cooperados em 4.868 cooperativas, sendo responsável por 455 mil empregos diretos. Em 2020, os postos de trabalho no setor cooperativista aumentaram 6% frente ao ano anterior, mesmo com o forte impacto causado pela pandemia no mercado de trabalho. Convém lembrar que a taxa média de desemprego no País chegou a 13,5% no ano passando, quando foram eliminados 7,3 milhões de postos de trabalho no Brasil.

Já o número de cooperativas brasileiras caiu de 5.314 (2019) para 4.868 em 2020. A redução se explica pelo movimento natural do mercado em busca de ganhos de eficiência e escala e consequente redução de custos, principalmente por meio de fusões e incorporações de empresas. Em Goiás houve duas incorporações no ano passado: Sicoob Credisaúde e Sicoob Crediforte foram incorporadas pelo Sicoob Crediadag, enquanto a Sicoob Credi-SGPA foi incorporada pelo Sicoob Secovicred.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.