Governo anuncia medidas para a economia goiana

Governo anuncia medidas para a economia goiana

2 de julho de 2021

Governador anuncia parceria com a OCB/GO para incentivar novas cooperativas no Estado

O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou medidas para incentivar novos investimentos das indústrias e de cooperativas em Goiás com o objetivo de fomentar maior crescimento da economia goiana. Ontem, em parceria com o Fórum Empresarial, lançou projeto AgreGO que objetiva agregar valor à produção industrial do Estado nos próximos 10 anos. Terá o objetivo identificar gargalos e propor soluções de curto, médio e longo prazos para aumentar a atração de novos negócios para o Estado. Também anunciou R$ 3,2 milhões para incentivar o projeto Incubacoop, em parceria com o Sistema OCB/GO. Todas as cooperativas gestadas pelo projeto ficarão isentas de taxas de abertura na JUCEG.


O AgreGO prevê ações a serem executadas até 2030. “Não acredito em improvisação. Algo para dar certo tem que ser muito bem estudado”, afirmou Caiado. Com execução em etapas, a proposta passa a ser integrada ao planejamento estratégico do Estado. A linha de atuação do AgreGO prevê identificação das competências regionais e de análise dos fatores determinantes para a competitividade dos setores escolhidos. Serão analisados também os índices de risco para a realização de investimentos e aporte em programas governamentais de ações que visam ampliar a competitividade das empresas, para assegurar o aumento da sua participação no cenário nacional e global.


O CEO da Magno Consultoria, Roberto Lima, diz que o importante em um plano é ter prioridades e fazer escolhas e que esse processo começou com o lançamento do AgreGO. “Se queremos grandes empresas, elas trabalham fundamentalmente com planejamento, não aproveitam oportunidades, criam. E como realizo isso? Fazendo escolhas, desenvolvendo cenários, resolvendo conflitos e, principalmente, dando prioridades”, pontuou. Segundo Lima, a prioridade do plano é o crescimento dos setores industriais nos próximos anos.

Cooperativas
Todas as novas cooperativas gestadas pelo projeto Incubacoop, no âmbito do programa Coopera Goiás, serão isentas de taxas para abertura na Junta Comercial do Estado de Goiás. A medida, que se soma ao programa de investimentos de R$ 3,2 milhões para fortalecer o cooperativismo em Goiás, anunciada pelo governador Ronaldo Caiado em evento realizado ontem no Espaço Incubacoop Goiás, sede do Sistema OCB/GO, durante programação da Semana do Cooperativismo.


O pacote de estímulos servirá para fomentar o projeto Incubacoop, incubadora e aceleradora de cooperativas que dará o suporte necessário para identificar e organizar segmentos produtivos em municípios goianos, sobretudo aqueles mais impactados pela pandemia de Covid-19, e transformá-los em cooperativas. O objetivo é estimular a geração de emprego e renda, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social local.


Os investimentos de R$ 3,2 milhões de reais serão firmados mediante convênio, sendo R$ 2,7 milhões do governo federal e 500 mil como contrapartida do Estado. Esse recurso será destinado a fomentar cooperativas de catadores de materiais recicláveis e trabalhadores autômonos de modo geral, que estejam em situação de vulnerabilidade, bem como artesãos, costureiras, confeiteiras, programadores, profissionais de TI, agricultores familiares, dentre outros.

O presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, afirmou que o cooperativismo tem muito a oferecer. Ressaltou que o projeto busca levar expertise e apoio aos segmentos produtivos de cada município goiano. “Levar uma indústria para determinadas regiões é difícil, mas uma cooperativa nasce ali, no seio da comunidade, é um arranjo produtivo que aproveita as potencialidades locais. E com o tempo, podem se transformar em grandes empresas, como a Coapil, a Comigo, a Complem e outras grandes dos ramos da saúde e do crédito”, exemplificou.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.