Faturamento da Concebra despenca 33%

Faturamento da Concebra despenca 33%

1 de abril de 2021

O ano passado não foi, definitivamente, bom para a concessionária Concebra, da Triunfo, que administra há seis anos 1.176,5 quilômetros de rodovias federais que vão de Brasília (DF) até Betim (MG). Deste total, 630,2 quilômetros são da BR-060 e da BR-153 em Goiás, inclusive o importante eixo Goiânia-Anápolis-Brasília. A receita líquida da empresa caiu 33,1%, para R$ 301,5 milhões. Dois motivos principais são justificados para esta queda: redução de 37,3% no valor das suas tarifas de pedágio em junho do ano passado e o impacto da pandemia da Covid-19 no tráfego de veículos pelas rodovias federais administradas pela concessionária.


A arrecadação de pedágio da Concebra sofreu redução de 20,2%, para R$ 305,7 milhões, em 2020, sendo que cerca de 42,8% foram recebidos em dinheiro e 57,2% em cartão. Por conta da pandemia, o tráfego nas pistas de cobrança automática dos pedágios aumentou 14% no ano passado, enquanto a cobrança manual (em dinheiro) teve redução de 11%.


A empresa afirma que tem tomado medidas para compensar a queda de arrecadação em função da pandemia e tem realizado esforços para preservar os empregos e a manutenção da operação das rodovias federais. Mas, alerta que espera que a agência reguladora ANTT, no âmbito do contrato de concessão, assegure as condições mínimas de tarifa necessárias ao cumprimento das obrigações básicas da concessionária.


A área de concessão da Concebra abrange 47 municípios com uma população superior a 6,3 milhões de habitantes. Além do Distrito Federal, em Goiás são 15 municípios: Itumbiara, Panamá, Goiatuba, Morrinhos, Piracanjuba, Professor Jamil, Hidrolândia, Aparecida de Goiânia, Goiânia, Goianápolis, Teresópolis de Goiás, Anápolis, Abadiânia, Alexânia e Santo Antônio do Descoberto.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.