Goiana FreteBras se torna gigante no frete de cargas

Goiana FreteBras se torna gigante no frete de cargas

25 de março de 2021

Bruno Hacad: “Utilizamos a tecnologia para conectar empresas e caminhoneiros”

A startup goiana FreteBras, hoje uma das maiores plataformas online de transporte de cargas da América do Sul, cresceu no ano passado 70% no volume de fretes negociados e agora anunciou investimento de R$ 30 milhões em ações de segurança para empresas e caminhoneiros. “O volume de cargas roubadas no Brasil vem decrescendo, desde 2017, acima de dois dígitos percentuais ao ano. Porém, o valor ainda supera a marca de R$ 1,5 bilhão anuais. Nossa preocupação é criar mecanismos de proteção e inspirar outras organizações a agir com propostas concretas a favor da segurança dos caminhoneiros e das transportadoras”, explica Bruno Hacad, diretor de Operações da FreteBras.

Fundada em 2008 em Catalão, a FreteBras facilita as transações entre transportadoras e caminhoneiros autônomos, utilizando a tecnologia para tornar o transporte rodoviário de cargas mais seguro e eficiente. Com mais de 500 mil caminhoneiros cadastrados e 12 mil empresas assinantes, a empresa permite que fretes sejam publicados e negociados de forma rápida, reduzindo custos operacionais e aumentando a rentabilidade do setor. Em 2020, a FreteBras facilitou a transação de cerca de 6 milhões de cargas, o que representou cerca de R$ 48 bilhões em fretes. Em outubro passado, recebeu aporte de R$ 95 milhões do Fundo de Tecnologia Limpa, do BID. Para este ano, a empresa está divulgando várias iniciativas que tornarão a contratação de caminhoneiros pelas empresas assinantes da plataforma ainda mais segura.

“Começamos em 2008 na cidade de Catalão e hoje somos a maior plataforma online de transporte de cargas da América do Sul. Utilizamos a tecnologia para conectar transportadoras e empresas embarcadoras com caminhoneiros, permitindo que as transportadoras e empresas encontrem os caminhoneiros de forma fácil e rápida. O processo acontece de forma muito rápida, desde a postagem da carga pela empresa até a seleção dos caminhoneiros para fazer os fretes. Do outro lado o motorista consegue contar com a nossa solução para visualizar os fretes que são publicados e escolher o melhor, mais próximo de onde ele está ou na rota que ele quer fazer. Hoje nós temos uma base de 480 mil caminhoneiros cadastrados e validados e 12 mil empresas assinantes, que pagam uma assinatura mensal para publicar os fretes que elas possuem”, afirma Bruno Hacad.

Pandemia
A empresa, como a maioria das empresas no País, sofreu no início do ano passado com a primeira onda da pandemia da Covid-19. Um em cada cinco motoristas parceiros do FreteBras foram infectados pelo coronavírus. “No fim de março estávamos com uma expectativa bem ruim, abril foi um mês bastante desafiador. Tivemos uma queda considerável nos fretes publicados. Depois de abril, houve uma retomada forte e em setembro tivemos um recorde de fretes publicados na plataforma em toda a nossa história”, diz Bruno Hacad. No ano passado a empresa teve aproximadamente 6 milhões de fretes publicados na sua plataforma. Com isso, conseguiu ter muita representatividade dos movimentos, tendências, produtos e regiões onde estão sendo negociados fretes na plataforma.


“Houve um aumento de 71% nos transportes em 2020 em relação a 2019. No terceiro trimestre, que já é um trimestre de alta sazonalidade por conta da safra, foi o que apresentou o maior crescimento. O segmento de fertilizantes superou o agro como um todo, com crescimento de 80% em 2020 em relação a 2019 na plataforma. Isso demonstra a importância do segmento, que é um insumo básico para o plantio. Acredito que esse aumento bastante representativo dos transportes de fertilizantes reflete a safra que tivemos em 2020 e com expectativa de ser ainda maior para 2021”, explica Bruno Hacad.


“Criamos a opção que permite às transportadoras publicar fretes apenas para caminhoneiros logados e validados na plataforma. Vale lembrar que todos os motoristas que se cadastram na FreteBras para buscar cargas passam por um processo de validação que envolve confirmação da placa do caminhão e do RNTRC diretamente na ANTT, mas no momento ainda não é obrigatório estar logado para consultar fretes”, explica Luiz Gustavo Felício, diretor de Tecnologia da empresa.

História
Em 1998 surgiu a ideia de desenvolver uma plataforma online para divulgação de fretes, veículos, produtos e serviços do setor de transporte rodoviário de cargas. Este projeto ganhou o nome de Fretenet e foi lançado no ano 2000. Naquela época, a internet ainda não possuía grande alcance e o projeto foi interrompido. Em 2006 a ideia foi retomada com novo nome FreteBras. O crescimento exponencial da internet, mídias sociais, tecnologias e a popularização dos smartphones possibilitaram a consolidação da empresa goiana que, em 2008, lançou a plataforma e, em 2013 e 2015, os aplicativos para celulares.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.