São Martinho vai investir R$ 640 mi em Quirinópolis

São Martinho vai investir R$ 640 mi em Quirinópolis

21 de janeiro de 2021

Dois dias depois do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovar financiamento de R$ 941,6 milhões, o Grupo São Martinho anunciou que vai destinar R$ 640 milhões desse total na construção de uma nova planta de processamento de milho integrada à Usina Boa Vista, localizada em Quirinópolis, no Sudoeste de Goiás, para produção de etanol.

Com os recursos, o Grupo São Martinho também vai construir um armazém para acomodar 239 mil toneladas e para direcionar parte da energia gerada na Usina Boa Vista com a queima do bagaço de cana para o processamento do milho. O projeto possui características inovadoras ao promover a integração energética de uma usina de etanol de milho com uma usina de cana já existente.

A nova unidade terá capacidade de processar 500 mil toneladas de milho ao ano e de produzir 210 milhões de litros de etanol por safra, ampliando a capacidade da Usina Boa Vista de 420 milhões para 630 milhões de litros de etanol. A Usina Boa Vista também receberá investimentos de expansão e modernização elevando de 1.000 para 8.500 toneladas a produção anual de levedura, matéria-prima para a produção de rações para animais. Os investimentos vão gerar 1,4 mil empregos diretos e indiretos. O projeto também terá benefícios fiscais do programa Produzir, do qual a empresa já usufrui.

A São Martinho espera uma receita adicional de R$ 750 milhões ao ano a partir de abril de 2023, quando a planta tiver operando normalmente. Conforme o BNDES, o projeto de etanol de milho, em Quirinópolis, “possui características inovadoras” porque envolverá integração com uma usina de cana já existente. O BNDES afirmou que o financiamento representa 79% dos aportes previstos pela companhia nos projetos, que somam investimento total de R$ 1,2 bilhão.

São Paulo

Além da unidade em Quirinópolis, parte dos investimentos totais de R$ 941,6 milhões será direcionada para construção de uma nova usina de geração de energia com bagaço de cana-de-açúcar, a UTE São Martinho Bioenergia, que será instalada no complexo industrial da empresa em Pradópolis (SP), com 40 megawatts em capacidade instalada.

O Grupo São Martinho também deverá usar parte do empréstimo para investimentos em inovação com os quais espera ganhos de eficiência em processos produtivos nas usinas Santa Cruz e Iracema, em Américo Brasiliense (SP) e Iracemápolis (SP).

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

One thought on “São Martinho vai investir R$ 640 mi em Quirinópolis”

  1. Avatar Sinara Pires disse:

    Que bom um investimento desse na minha cidade Quirinópolis Go