Startup goiana tem quase 1 milhão de cabeças de gado

Startup goiana tem quase 1 milhão de cabeças de gado

16 de janeiro de 2021

Thiago Parente, CEO da iRancho: agtech fundada em 2016 já tem mais de 300 clientes

A startup goiana iRancho, fundada em novembro de 2016 e com sede em Goiânia, desenvolveu uma ferramenta que permite visão global de toda a cadeia da produção pecuária de um empreendimento, desde o controle de animais, insumos, vacinação, medicamentos e crescimento do rebanho, além da gestão financeira do negócio. Em pouco tempo, conquistou mais de 300 clientes no Brasil e exterior. Com isto, tem em seu banco de dados a gestão de quase 1 milhão de cabeças de gado.


A empresa de tecnologia (agtech neste caso) foi fundada pelos empresários Thiago Parente e Natalino Cavalli com o objetivo de criar uma ferramenta intuitiva e completa de gestão pecuária, garantindo aos usuários a criação de manejos personalizados que refletem a realidade de cada fazenda. O acesso pode ser feito por computador, tablet ou smartphone por meio de aplicativo e, quando aliado a outras tecnologias, como brincos de identificação por radiofrequência e balanças eletrônicas, o sistema da iRancho inviabiliza a possibilidade de erros na coleta de informações, no momento do manejo.


A agtech já desperta interesse e atenção de investidores. Recentemente, recebeu aporte de R$ 1,5 milhão da BR Angels Smart Network, associação de investimento-anjo composta por mais de 100 empreendedores e CEOs e que aplicou R$ 8,5 milhões em startups no ano passado. Com o aporte financeiro, a iRancho pretende aumentar sua equipe de engenharia, continuar desenvolvendo integrações com sistemas de melhoria de genética bovina e investir em marketing e em publicidade, expandindo, assim, sua presença tanto em mídias tradicionais quanto digitais.


“O Brasil conta com mais 2,5 milhões de fazendas de pecuária, sendo que menos de 10% delas utilizam algum tipo de sistema de gestão, um atestado de que temos um amplo mercado a explorar. Recentemente, criamos uma nova ferramenta de rastreabilidade animal, que vamos levar ao mercado a partir deste ano de 2021. Já realizamos o pedido de patente do produto e, com parte do investimento recebido, vamos impulsionar o marketing e o comercial desta nova tecnologia”, diz Thiago Parente, CEO da iRancho.


“Mesmo com a crise agravada pela pandemia do coronavírus, a agropecuária brasileira deve ter encerrado 2020 com crescimento de 9% no PIB, um total de R$ 1,75 trilhão, em comparação ao ano de 2019. A expectativa é que o ano também atinja novo recorde em aportes em agtechs latinoamericanas. Este cenário, portanto, apenas reforçou nossa convicção de que a iRancho seria uma opção estratégica, pois se trata de uma empresa engajada em trazer transparência em toda a cadeia de proteína bovina, permitindo que, no futuro, consumidores possam saber detalhes do manejo e onde os animais foram criados, tornando o processo muito mais sustentável”, diz Orlando Cintra, CEO da BR Angels.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.