Turismo goiano recebe pouco investimento federal

Turismo goiano recebe pouco investimento federal

12 de janeiro de 2021

Casa de Vidro, em Goiânia, foi a obra com maior investimento federal em Goiás

O Ministério do Turismo divulgou ter investido em todo o ano passado R$ 995 milhões em 980 obras de infraestrutura turística, como pavimentação asfáltica, revitalização de orlas, reforma de parques e construção de praças, entre outros. Isto representa crescimento de 123% em relação ao total desembolsado pelo governo federal para setor no País em 2019. Os dados são da Secretaria Nacional de Infraestrutura Turística.

Entretanto, deste montante em 2020, foram destinados apenas R$ 79,5 milhões (cerca de 8% do total) para 94 obras no Centro-Oeste, a região brasileira que recebeu menor aporte federal para alavancar o turismo. Uma das principais obras na região foi o recém-inaugurado Centro de Cultura e Lazer Casa de Vidro, em Goiânia, destinado a exposições e apresentações artísticas, que demorou mais de dez anos para ser concluído e ainda não tem previsão para começar a funcionar.


A Região Nordeste foi a que recebeu maior aporte de recursos federais para alavancar o seu turismo, de quase a metade do total desembolsado no ano passado (R$ 470,8 milhões), com 389 obras. Já a Região Sul teve destinados cerca de R$ 187 milhões para 285 obras, como a revitalização da Avenida Borges de Medeiros, um dos principais pontos turísticos de Gramado (RS), que contou com R$ 3,5 milhões.


A Região Sudeste recebeu R$ 140,5 milhões, que permitiram a conclusão de 153 projetos, como a iluminação turística na orla de Saquarema (RJ), com R$ 2,7 milhões. E a Região Norte teve R$ 117,1 milhões do Ministério do Turismo, que proporcionaram a entrega de 59 obras, como a construção e adequação da orla do Rio Araguaia em Xambioá (TO), que recebeu um aporte de R$ 975 mil.


O Ministério do Turismo administra atualmente 3,5 mil obras no Brasil, que somam repasses totais de R$ 3,4 bilhões, dos quais aproximadamente R$ 1 bilhão já foi executado. Os empreendimentos são realizados, preferencialmente, nos municípios que constam do Mapa do Turismo Brasileiro. As verbas são provenientes do orçamento próprio do ministério e também de emendas parlamentares.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.