Jalles Machado pede registro para oferta de ações na Bolsa

Jalles Machado pede registro para oferta de ações na Bolsa

3 de dezembro de 2020

A Jalles Machado é a maior exportadora de açúcar orgânico do mundo

A Jalles Machado, proprietária de uma usina sucroenergética no município de Goianésia (GO), pediu ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o registro para a Oferta Pública Inicial de Ações (IPO, sigla em inglês), com o objetivo de aumentar produção e adquirir uma nova unidade industrial. É a primeira vez que a empresa busca recursos no mercado, em seus 40 anos completados no mês passado.


A empresa deve realizar oferta primária e secundária de ações. Pretende investir 56,2% dos recursos levantados na oferta primária na aquisição de uma terceira unidade industrial. O restante deve ser utilizado no aumento da produção de cana-de-açúcar e investimentos nas duas usinas existentes em Goianésia. O consórcio de bancos XP Investimentos, BTG Pactual, Citigroup e Santander Brasil atuará como coordenadores da listagem, que envolverá também oferta secundária.

Preparação
Nos últimos 60 dias a diretoria da Jalles Machado, com o apoio de consultorias externas, se preparou para entrar no mercado público de ações. A empresa não se manifesta sobre o assunto porque, desde ontem, entrou em período de silêncio conforme determina as normas da CVM para as empresas que pretendem captar recursos no mercado de ações.


A Jalles Machado é a maior exportadora de açúcar orgânico do mundo e a segunda em produção mundial. O produto chega a 21 países, entre eles os Estados Unidos. Produz também açúcar branco, levedura seca, etanol anidro e hidratado além de atuar na produção de energia a partir do bagaço da cana de açúcar. A receita líquida no período de seis meses encerrados em 30 de setembro foi de R$ 500,5 milhões, aumento de 23,8% na comparação com mesmo período de 2019. O lucro líquido foi de R$ 48,7 milhões, crescimento de 173%.


Criada para produzir combustível de cana, a Jalles Machado começou a atuar também na produção de açúcar cristal na década de 1990, dona da marca Itajá, e logo depois agregou cogeração de energia a partir do bagaço da cana. A Jalles Machado tem capacidade total de moagem de 5,2 milhões de toneladas de cana de açúcar que garantem 240 mil metros cúbicos de álcool e 5,65 milhões de sacos de 50 quilos de açúcar.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.