Brincadeira de criança vira (um bom) negócio em Goiânia

Brincadeira de criança vira (um bom) negócio em Goiânia

13 de novembro de 2020

Família empreendedora: Miguel, Cristina, Lucas, Samuel e Pedro preparam massa do pão

Os verdadeiros empreendedores enxergam oportunidades mesmo em cenários mais adversos, como o que estamos vivendo com a pandemia da Covid-19. Os adolescentes Samuel Diniz (14 anos) e os trigêmeos Lucas, Miguel e Pedro (9 anos), incentivados pela mãe Cristina Diniz, que é gastrônoma, decidiram abrir o próprio negócio, enquanto outras crianças na mesma idade preferem diversões. Da ideia de fazer sanduíches para vender para os amigos da vizinhança surgiu a Burguer Dinix que hoje já emprega duas pessoas e distribui seus produtos para dezenas de bairros de Goiânia.

Cristina Diniz conta que os filhos, a exemplo de todas crianças e adolescentes, gostam de consumir o que há de novidades no mercado, como jogos de videogames, celulares, aparelhos de som e brinquedos. No início da pandemia, em março último, o pai Samuel Diniz, que é médico ortopedista, teve de reduzir a jornada de trabalho e ficou 20 dias em casa, sentindo no bolso a queda da renda familiar.

Em reunião da família, a ordem para todos foi gastar menos e arrumar uma outra fonte de renda, até como forma de ocupar o tempo dos filhos que estavam sem atividades escolares. Ai, a mãe Cristina sugeriu aos filhos fazerem hambúrguer caseiro, sob a sua supervisão, para vender aos amigos e vizinhos do condomínio onde residem. Os testes de fabricação de pães e carnes foram feitos e a aprovação foi geral.

A partir daí, a cada dia, cresce mais a demanda pelos produtos artesanais. No primeiro momento, as vendas foram feitas para os familiares e vizinhos. Depois, passaram a divulgar os produtos pelas redes sociais, em grupos de amigos e colegas de escola. A aceitação pelos hambúrgueres foi crescendo até que, com o dinheiro das primeiras vendas, os adolescentes estruturaram a cozinha, com maquinários, e buscaram fornecedores fixos de farinha de trigo integral, queijo, ovos, carnes e embalagens.

Atualmente, a Burguer Dinix fabrica quatro tipos de pães (australiano, milho, francês e o tradicional), carnes bovina e de frango, de salmão e o vegetariano de grão de bico, além da própria maionese, em tamanhos normal e no tipo mini para atender eventos empresariais e sociais. Samuel é o responsável pelas finanças, compras e vendas dos produtos, tudo de forma planejada à base de planilhas de custos. Já os trigêmeos Lucas, Miguel e Pedro cuidam da fabricação, embalagem e distribuição dos produtos. Eles contam com o apoio de uma ajudante de cozinha e de um entregador fixo, além da assessoria da mãe.

Aprendizado

Embora os pais afirmem que a prioridade dos filhos são as atividades escolares e que, quando acabar a pandemia, não sabem o futuro do negócio, os empreendedores Diniz contam que já pensam em abrir a própria hamburgueria. “Já somos empreendedores, sabemos cozinhar, vender, comprar, temos nossa própria poupança e valorizamos nosso dinheiro”, afirmam.

Agora, observa Cristina Diniz, os filhos já têm a própria renda, até maior do que a mesada que recebiam dos pais antes da pandemia. Eles sabem o valor do dinheiro, deixaram o consumismo de lado e sabem comparar preços antes de comprar. “Quando um deles quer adquirir alguma coisa e pensa que terá de tirar o seu dinheiro da poupança, começam a questionar a importância do produto. Assim, mesmo ainda crianças, meus filhos estão aprendendo a lidar com finanças, saber da importância do trabalho e a terem mais uma opção de ofício para o futuro”, frisa Cristina.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

One thought on “Brincadeira de criança vira (um bom) negócio em Goiânia”

  1. Avatar Tubal Vilela da Silva Neto disse:

    Maravilhoso