Cufa e SSA beneficiam mais de 1 mil pessoas em Itaberaí

Cufa e SSA beneficiam mais de 1 mil pessoas em Itaberaí

23 de outubro de 2020

Parceria vai beneficiar diretamente 230 mães em Itaberaí, sede da SSA

A Central Única das Favelas (CUFA) e a São Salvador Alimentos (SSA), em parceria com operadora TIM, distribuíram gratuitamente chips de celular para 230 mães de famílias carentes em Itaberaí (GO). Trata-se do maior projeto social de conectividade atualmente, chamado de Alô Social: Mães da Favela ON, que beneficiará 500 mil mães em todo o País.

“É com muito prazer que a SSA apoia e participa deste projeto social, que tem o principal objetivo de democratizar o acesso digital. Somente em Itaberaí, vamos beneficiar mais de 1 mil pessoas, especialmente as crianças, que terão melhores condições de participarem de aulas remotas e receberem conteúdo digital das escolas públicas e de parceiros credenciados pela Unesco”, afirma Ana Flávia Perillo, gerente de Responsabilidade Social da SSA.


Os chips de telefonia móvel da TIM foram distribuídos gratuitamente na SSA para as famílias cadastradas, que agora têm direito a 2 gigas de internet por mês, ligações e WhatsApp ilimitados, além de acesso (sem usar o limite de internet) a conteúdos digitais de educação, negócios e cultura com curadoria realizada pela Unesco, com acesso ilimitado. Este benefício é válido por seis meses. Após este período, os beneficiados ainda terão direito a um plano mensal subsidiado pela operadora, em que o custo será quase a metade do plano (linha celular e internet) mais barato hoje no mercado.


A iniciativa nasceu a partir do relato de mães atendidas pela CUFA que, além das dificuldades corriqueiras e as impostas pela crise, veem seus filhos sem a opção de se adequarem ao ensino remoto imposto pelo isolamento social, simplesmente por não terem os equipamentos necessários ou internet disponível para as aulas.

Presidente da ONG em Goiás, Breno Cardoso, afirma que o principal objetivo é combater o isolamento digital, agravado neste período de pandemia, com foco especial nas crianças, já que muitas delas, em condições de vulnerabilidade social, não têm condições de continuar seus estudos de forma remota ou acessar conteúdos educativos diversos, ajudando assim a compensar a ausência de aulas presenciais nas escolas.


Para Marlova Jovchelovitch Noleto, diretora e representante da UNESCO no Brasil, o apoio institucional ao projeto Mães da Favela e à plataforma de democratização digital reflete a confiança na credibilidade e na transparência da CUA. “É um privilégio para a UNESCO apoiar o trabalho da CUFA e do projeto Mães da Favela, pois são mobilizações sociais como essas que levam ajuda rápida e efetiva a quem realmente mais necessita, neste momento em que precisamos agir com celeridade para alcançar tantas famílias em situação de vulnerabilidade”, afirma.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.