Yossi Shelley: “Tem dinheiro no mundo, faltam oportunidades”

Yossi Shelley: “Tem dinheiro no mundo, faltam oportunidades”

26 de agosto de 2020

Embaixador de Israel apresentou na Fieg perspectivas de negócios com Goiás e Centro-Oeste

“Tem bastante dinheiro no mundo, faltam oportunidades de negócios. É isso que precisamos buscar”, afirmou o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, ao participar de webinar promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), com a participação de empresários goianos. O encontro virtual foi o segundo da série Intercâmbio Comercial: Incrementando os Negócios Bilaterais, realizada pelo Conselho Temático de Comércio Exterior (CTComex) da Fieg com objetivo de incentivar a parceria entre Goiás e os países que se destacam na balança comercial brasileira.

O embaixador Yossi Shelley e o presidente da Câmara de Cooperação Israel-Brasil Central, Amos Blanche, apresentaram as perspectivas de cooperação entre o país do Oriente Médio e a Região Centro-Oeste. Entre as oportunidades, destacaram que as economias dos dois países são complementares, sendo Israel uma potência em inovação e o Brasil, em produção agrícola e mineral, com enorme mercado interno. Para ambos, a recente aproximação política cria bom ambiente de negócios. “Há um alto potencial de negócios inexplorado. Estamos abertos para promover o relacionamento entre empresários goianos e Israel”, afirmou Amos Blanche.

Dentre os obstáculos, o custo Brasil, o idioma e a logística foram citadas como os principais desafios para os empresários brasileiros exportarem para Israel. Mas, o embaixador lembrou que Israel tem adidos comerciais no Brasil, inclusive no Centro-Oeste, para aproximar potenciais parceiros comerciais.

O presidente da Fieg, Sandro Mabel, destacou as possibilidades de negócios e de cooperação técnica com Israel, citando inclusive a contribuição do país para o desenvolvimento da agricultura do semiárido brasileiro. Com quase 10 milhões de habitantes, Israel se destaca com uma indústria inovadora fortemente desenvolvida. O país importa, sobretudo, grãos, carnes e petróleo e exporta alta tecnologia, equipamentos militares, softwares, produtos farmacêuticos, química fina, produtos agrícolas e insumos.

“Sem dúvida, um grande potencial para intercâmbio, uma vez que são áreas de negócios que Goiás, igualmente, tem muita força, como carnes e soja, e uma indústria pujante, a exemplo de nosso polo farmacêutico de Anápolis”, ressaltou Sandro Mabel. Presidente do CTComex, Emílio Bittar reforçou o trabalho que o Conselho e o Centro Internacional de Negócios da Fieg promovem para auxiliar os empresários goianos interessados em conquistar o mercado internacional. “Não importa se é grande ou pequena empresa, ofertamos a assessoria necessária para orientar quem busca exportar seus produtos”, disse.

Foi apresentada proposta para realização de encontro de negócios entre empresários goianos e israelenses, sobretudo com foco nas competências industriais de Goiás. O próximo webinar da série Intercâmbio Comercial: Incrementando os Negócios Bilaterais será realizado dia 10 de setembro, com o embaixador da Bélgica no Brasil, Patrick Herman. O encontro contará com participação de representantes econômicos e comerciais das regiões de Flandres, Valónia e Bruxelas.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.