Restaurantes em áreas residenciais de Goiânia vendem mais

Restaurantes em áreas residenciais de Goiânia vendem mais

20 de agosto de 2020

A adoção do home office, em razão da Covid-19, provocou uma migração do consumo de refeições antes realizadas em restaurantes em áreas comerciais para estabelecimentos em áreas residenciais de Goiânia. Dados da Sodexo Benefícios e Incentivos mostram que, entre abril e junho, houve aumento médio de 97,5% no consumo entre os principais restaurantes de bairros residenciais da capital goiana. Já entre os de bairros comerciais, houve, em média, uma queda de 39,25% no consumo.

Os setores em Goiânia que registraram entre abril e junho os maiores aumentos do consumo em restaurantes foram o Oeste (349%), Sudoeste (148%) e Nova Suíça (41%). As maiores reduções foram registradas no Centro (- 87%) e nos setores Aeroporto (- 68%) e Campinas (- 7%).

Este comportamento foi identificado pela pesquisa na maioria das capitais brasileiras, além de Goiânia: Brasília (DF), São Paulo (SP), Rio Branco (AC), Maceió (AL), Manaus (AM), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), São Luís (MA), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), João Pessoa (PB), Recife (PE), Teresina (PI), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Natal (RN), Porto Velho (RO), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC) e Aracaju (SE). A alta adesão pelas empresas ao regime de trabalho em home office explica essa mudança.

Em Brasília, por exemplo, houve, em média, uma alta de 43,3% no consumo entre os principais restaurantes de bairros residenciais. A queda no movimento de restaurantes localizados em áreas comerciais foi de 52,5%. Em Curitiba esse movimento se repete, a queda nos restaurantes em regiões comerciais foi de 61%, em média. Já os restaurantes de bairro apontaram alta de 22%, em média, no consumo.

Especialista em competitividade do Sebrae, Mayra Viana diz que esse comportamento é devido às inúmeras pessoas que estão trabalhando em casa. “Mesmo com a retomada de alguns negócios, ainda há muitas pessoas realizando trabalho remoto, em um home-office adaptado, conciliando as atividades profissionais com os afazeres no lar. Diante disso, muitas vezes, o delivery ou a retirada de alimentos nas proximidades da residência se torna uma opção viável e atrativa, que contribui com a conveniência nas refeições domésticas”, afirma.

A analista de inovação do Sebrae Hulda Giesbrecht alerta sobre a oportunidade de desenvolver a presença digital como estratégia para reverter a queda nas vendas dos restaurantes. “A pandemia expôs a necessidade de qualquer negócio ter presença nas redes sociais. É uma forma de se manter próximo ao consumidor, mesmo com as normas de distanciamento social”, afirma.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.