Turismo dá sinais de recuperação em Goiás

Turismo dá sinais de recuperação em Goiás

13 de agosto de 2020

O índice de atividades turísticas em Goiás apontou avanço de 15,2% em junho, comparado com maio deste ano, registrando o segundo aumento seguido na série com ajuste sazonal. Justamente no período que ocorreu reabertura de vários hotéis em cidades turísticas, a exemplo da Caldas Novas e outras. Entretanto, na comparação com junho de 2019, houve retração de 61,6%. No acumulado de janeiro a junho de 2020, o agregado especial de Atividades turísticas mostrou queda de 35,4% frente a igual período de 2019. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (13/08) pelo IBGE.

As medidas contra a Covid-19, como o estímulo ao isolamento social, atingiram de forma mais intensa e imediata boa parte das empresas que compõem as atividades correlatas ao turismo, principalmente, transporte aéreo de passageiros, restaurantes e hotéis.

Setor de serviços

Já o setor de serviços como um todo em Goiás também dá sinais de estar se recuperando dos efeitos causados pela Covid-19, ao crescer 1,6% em junho passado na comparação com maio, o segundo aumento seguido após as quedas no início da pandemia. Mas, na comparação com junho de 2019, apresentou queda de 13%, sendo a sétima taxa negativa nessa base de comparação. Já em nível nacional, o volume de serviços cresceu 5%, na mesma base de comparação, após quatro meses de taxas negativas seguidas. O volume de serviços acumulado no primeiro semestre 2020 é 9% menor do que no mesmo período do ano passado.

Das cinco atividades que compõem o setor de serviços, analisadas na Pesquisa Mensal de Serviços, no mês de junho de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019, o único setor com variação positiva foi o de serviços profissionais, administrativos e complementares, com o avanço de 3,1% e, mesmo com a pandemia, foi a única atividade que registrou aumento no acumulado no ano (4,1%).

Conforme o IBGE, quatro apresentaram variação negativa em comparação com junho de 2019:Serviços prestados às famílias, com -68,4%, atividade que apresenta queda desde março de 2020 e acumulou uma perda de 39,3% no primeiro semestre de 2020; Serviços de informação e comunicação com -9,9%, que já registra queda desde novembro de 2018 e no ano acumula uma queda de 7,7%; Outros Serviços registraram queda de 5,7% e um acumulado no primeiro semestre de -10,6%.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.