Abrasel aprova bares e restaurantes até meia-noite em Goiânia

Abrasel aprova bares e restaurantes até meia-noite em Goiânia

13 de julho de 2020

Os bares e restaurantes de Goiânia poderão reabrir as portas a partir de terça-feira, 14, depois de praticamente quatro meses. O decreto que encerrou a quarentena na capital, ao menos se a pandemia de Covid-19 não sair completamente do controle, tem poucas exceções e muitas regras. Para o segmento, por exemplo, o horário de funcionamento será até à meia-noite. Mesmo com o período restrito, o presidente da seção goiana da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Fernando de Oliveira Jorge, diz que o decreto atende o segmento, neste momento. “É um horário satisfatório, que vai nos ajudar até uma retomada [completa]”, afirma.

Segundo Fernando Jorge, muitos estabelecimentos já estarão abertos amanhã, mas boa parte precisará de mais alguns dias para a retomada. Isso porque precisam convocar funcionários e adaptar as estruturas para receber os clientes. Com a limitação de 50% no público, bares e restaurantes terão de obedecer a distância mínima de dois metros entre cada mesa. Nos restaurantes por quilo, haverá duas opções: o fornecimento de luvas descartáveis para os clientes ou algum funcionário servirá as refeições. “Além disso, os clientes terão de respeitar a distância de um metro entre eles”, explica o presidente da Abrasel.

Para o presidente da Abrasel, cerca de 30% dos estabelecimentos não reabrirá as portas e, até o fim do ano, existe a perspectiva de que outros 10% sucumbam. Os custos de operação, somados à limitação de clientela, torna a operação inviável para muitos estabelecimentos.

Comércio
No comércio, a estimativa é de que 40 mil trabalhadores tenham perdido o emprego, mas as estimativas de fechamento definitivo estão menos assustadoras que há algumas semanas. “Nas últimas rodadas de conversa, foi possível estimar que 10% das empresas não reabrirão”, afirma o presidente da Federação Comercial de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi. O líder empresarial diz que os decretos do Governo Estadual e da Prefeitura de Goiânia, que suspenderam a quarentena alternada e possibilitaram a reabertura de várias atividades, ficou dentro do esperado pelo setor. Ainda ficaram de fora clubes, eventos, como shows, teatro e cinemas. “Esperamos que, dessa vez, a reabertura seja definitiva”, diz Baiocchi.

Entre as sanções para quem não cumprir os protocolos sanitários (como uso de máscaras e álcool em gel) e de limitação de clientes (1 a cada 12 metros de área construída) é uma multa de R$ 4,7 mil. “O empresário, mais do que nunca, terá de ter responsabilidade. Para, além de não pagar multa, não termos de fechar tudo novamente”, afirma o presidente da Fecomércio. Nos decretos publicados nesta segunda-feira (13/07), ficou definido que as feiras especiais (como a Feria Hippie, Feira do Sol e Feira da Lua) reabrirão em 21 de julho. Atividades artísticas e uso de áreas comuns de condomínios (como churrasqueiras e piscinas) ainda não têm data de liberação.

HORÁRIOS AUTORIZADOS PARA ABERTURA

6 horas – Padarias e panificadoras.
7 horas – Hipermercados, supermercados, mercados, mercearias, hortifrutigranjeiros, frios e empórios, açougues e peixarias Peças e acessórios para veículos automotores, oficinas (inclusive no interior das concessionárias) e borracharias.
8h30 – Escritórios Profissionais liberais.
10 horas – Concessionárias de veículos automotores (exceto oficinas no interior das concessionárias) Barbearia e salões de beleza.

HORÁRIOS PARA ABRIR E FECHAR

7h30 às 17h30 – Comércios essenciais ao setor agropecuário (inclusive produtos e insumos veterinários, peças e periféricos para máquinas e equipamentos agrícolas); Serviços essenciais ao setor agropecuário (inclusive oficinas para máquinas e equipamentos agrícolas).
9 às 17 horas – Comércio varejista de rua, galerias, camelódromos, centros comerciais, região da 44 e imobiliárias.
Meio-dia às 20 horas – Shoppings Centers

HORÁRIO ATÉ MEIA-NOITE

Bares, restaurantes e similares Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares Pit-dogs.

Atividades com outros horários de entrada

6h30, 8h30 ou após 10h30 – Serviços domésticos e diaristas e manutenção e limpeza predial

Funcionamento em horário normal

  • Comércio atacadista
  • Call centers
  • Atividades de indústrias, agricultura, pecuária, produção florestal, pesca, aquicultura
  • Empresas de energia elétrica, saneamento e telecomunicações
  • Construção civil e comércio varejista de madeiras, tintas, solventes e materiais para pintura, materiais para construção, materiais elétricos, hidráulicos e ferragens Farmácias e drogarias (inclusive de manipulação)
  • Distribuidoras e revendedores de água mineral e de gás
  • Hotelaria e congêneres
  • Envasadoras de gás e postos de combustíveis
  • Empresas de segurança privada
  • Cemitérios e serviços funerários
  • Atividades de assistência social e estabelecimentos de ensino privado (somente para atividades administrativas)
  • Laboratórios de análises clínicas e clínicas de vacinação
  • Empresas de sanitização, desinsetização e controle de pragas urbanas
  • Comércio de artigos médicos e ortopédicos
  • Lavanderias de hospitais, clínicas e consultórios médicos, de psiquiatria, psicologia, odontológicos e dos demais profissionais liberais da área de saúde
  • Academias, quadras poliesportivas, ginásios, treinos e eventos esportivos
  • Clínicas e hospitais veterinários
  • Prestação de serviços de assistência técnica à rede de saúde
  • Pública e privada e a prestação de serviços vinculados a reparos emergenciais, como chaveiro, encanador e eletricista
  • Jornais e emissoras de TV
  • Correios, agências lotéricas, bancárias, instituições financeiras e cartórios extrajudiciais
  • Atividades religiosas
  • Feiras livres e especiais e mercados municipais
  • Atividades de transporte
  • Borracharias, oficinas e restaurantes e lanchonetes em postos de combustíveis, desde que situados às margens de rodovias
  • Estabelecimentos 24 horas

Atividades ainda proibidas

  • Eventos públicos e privados presenciais
  • Uso de áreas comuns de condomínios, exceto quadras poliesportivas
  • Visitas para pacientes com coronavírus
  • Clubes recreativos e parques aquáticos
  • Cinemas, teatros, casas de espetáculo, boates e congêneres
  • Salões de festa e jogos

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.