Sebrae orienta retomada de pequenos negócios

Sebrae orienta retomada de pequenos negócios

9 de junho de 2020

Carlos Melles: “Mais importante do que abrir, é se manter aberto e ter um local mais seguro”

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas lançou nesta terça-feira (9) uma série de protocolos para orientar a reabertura das atividades das micro e pequenas empresas que correspondem por 75% dos pequenos negócios e são responsáveis por 46% dos empregos gerados no Brasil. Para tanto, foram elaborados 35 documentos para 47 segmentos setoriais. Destes, sete já estão disponíveis no site da entidade para download ( bares e restaurantes, negócios da moda, lojas de rua e de shoppings, clínicas de saúde, negócios de beleza, academias de ginástica e meios de hospedagem).

O Portal do Sebrae traz novos conteúdos para os os segmentos da alimentação, em especial para o microempreendedor individual (MEI), confeitarias, panificadores, feiras livres, minimercados e mercearias. Nessa segunda etapa, os empresários da construção civil, tanto da indústria quanto das lojas do segmento também vão ter acessos aos protocolos segmentados nos formatos de e-book e vídeos. Na última etapa, prevista para o dia 15 de junho, os empresários terão acesso aos outros materiais de apoio, preparados para facilitar a implementação das medidas indicadas nos protocolos, como um check-list.

Segurança
O presidente do Sebrae, Carlos Melles, explicou que os protocolos são cartilhas para cada segmento, que contemplam orientações gerais de segurança e higiene. Além delas, serão disponibilizados vídeos de curta duração com orientações em que os donos de pequenos negócios poderão verificar quais os procedimentos eles deverão adotar na empresa. “É um processo de orientação para que as empresas consigam receber novamente os clientes e oferecer os produtos e serviços de forma presencial. Os documentos são muito relevantes para que o empresário, juntamente com seus colaboradores, fornecedores e clientes consigam, de fato, superar esta fase. Mais importante do que abrir, é se manter aberto e ter um local mais seguro”, declarou.

O diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, explicou que as micro e pequenas empresas vão disponibilizar um QR Code para os clientes, que possibilitará a checagem das medidas implementadas nos estabelecimentos. “A palavra-chave é cuidado. Mais do que orientação, nós estamos buscando instrumentalizar as empresas de como implementar as medidas recomendadas e também possibilitar que os clientes conheçam os protocolos para verificar e reconhecer a pequena empresa que tem o cuidado para a reabertura”, afirmou.

Durante a coletiva, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Costa, destacou que, com o processo de regulamentação do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) já finalizado na semana passada, em breve os donos dos pequenos negócios terão acesso facilitado de crédito nas instituições financeiras.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.