Prefeituras aprovam plataforma da Fieg/IEL para reabrir comércio

Prefeituras aprovam plataforma da Fieg/IEL para reabrir comércio

5 de junho de 2020

Sandro Mabel: “Nosso intuito é preservar empregos e vidas também, cuidando das pessoas e da economia”

Representantes de prefeituras de parte dos 246 municípios goianos aprovaram a plataforma de Retomada das Atividades Econômicas, que vai ajudá-los a enfrentar o coronavírus e fazer reabertura do comércio e de outros segmentos com responsabilidade. A decisão só foi possível graças à iniciativa da Federação Goiana de Municípios (FGM) e da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG/IEL), que se uniram para oferecer a plataforma e um plano estratégico, gratuitamente, para que as prefeituras possam ter uma ferramenta que exija de todos os estabelecimentos o cumprimento de medidas sanitárias que evitem o contágio pelo Covid-19.

A plataforma , desenvolvida pela Fieg e pelo IEL Goiás, foi apresentada nesta sexta-feira (5/6), por meio de videoconferência às prefeituras dos municípios filiados à FGM. A apresentação foi feita pelo presidente da FIEG, Sandro Mabel; pelo prefeito de Campos Verdes de Goiás, Haroldo Naves; pelo superintendente do IEL Goiás, Humberto Oliveira, e pelo prefeito de Porteirão, José Cunha, que assumiu quinta-feira (4/6) a presidência da FGM. Também participaram prefeitos de outros municípios goianos.

“Nós nos preocupamos em desenvolver as cidades e o estado. A plataforma é muito simples e vai ajudar a manter o controle do que vai abrir nos municípios. Nosso intuito é preservar empregos e as vidas também, cuidando das pessoas e da economia”, afirmou Sandro Mabel, ao lembrar que a plataforma já está rodando em Aparecida de Goiânia, Porangatu e em Luziânia. Também já despertou interesse dos governos Federal, de estados como Paraná, Ceará, Mato Grosso, São Paulo, além da prefeitura de Campo Grande (MS). A expectativa é que, na próxima semana, o projeto já possa ser implantado no maior número de cidades possível. A Fieg investiu cerca de R$ 1,5 milhão na elaboração do projeto.

Para o presidente da FGM, José Cunha, com a ferramenta, os prefeitos terão mais segurança em realizar a flexibilização do comércio local, alinhando saúde e economia. Também manifestou a mesma opinião o secretário da Indústria e Comércio de Planaltina, Divino Sales, que representou a cidade no evento e já solicitou à FIEG a utilização da plataforma em seu município.

O QUE É A PLATAFORMA
Parte do Projeto para Retomada Responsável dos Negócios, uma plataforma responsiva foi desenvolvida pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL Goiás), uma das entidades que integram o Sistema Fieg. Ela é usada por meio de telefone celular, desktop, tablet e notebook e estabelece protocolos sanitários necessários à saúde e segurança no ambiente de trabalho, cruzando informações cadastrais das empresas com dados das Secretarias de Saúde para a liberação do retorno ao trabalho mediante o cumprimento de exigências das autoridades de saúde.

O sistema permite que as empresas possam ter autorização de funcionamento de sua atividade econômica por meio de um termo de compromisso, que deve ser impresso e assinado. Nesse documento, a empresa tem de atender a uma série de requisitos sob pena de sofrer sanções determinadas por lei, caso os mesmos não sejam cumpridos. O empresário deve acessar o sistema, fornecendo um e-mail previamente cadastrado e o CNPJ de sua empresa. O programa filtra a atividade econômica, a região e a operação de acordo com a permissão determinada pelo governo do Estado em conjunto com entidades empresariais.

Após a validação de todos os dados, se a empresa se enquadrar nos parâmetros, será disponibilizado para impressão o termo de compromisso personalizado e que deve ser assinado pelo responsável e afixado em local visível.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.