Vendas de veículos caem 43% em Goiás, mas já foi pior

Vendas de veículos caem 43% em Goiás, mas já foi pior

4 de junho de 2020

As vendas de automóveis e comerciais leves novos de maio pelas concessionárias em Goiás foram 43% menores comparadas com as de igual mês de 2019, mostrando que a crise econômica gerada pela pandemia da Covid-19 continua a atingir fortemente o setor automotivo. Foram comercializadas 4.018 unidades no mês passado, quando em maio de 2019 foram 7.052 unidades.

Entretanto, poderia ter sido pior. Ao comparar com as vendas de abril deste ano, quando as concessionárias em Goiás passaram maior parte do tempo fechadas por conta das medidas de restrição econômica impostas pelo governo para combater o avanço da pandemia no Estado. As vendas carros novos registraram alta de 46,2% em maio em relação a abril deste ano, quando foram comercializadas apenas 2.747 unidades. No acumulado do ano, foram emplacados 26.012 automóveis e comerciais leves em Goiás, ante 30.641 unidades. Portanto, redução de 14,6%.

De acordo com o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores do Estado de Goiás (Sincodive-GO), a recuperação em maio pode ser atribuída ao fato de maio ter sido mês cheio para as revendas comercializarem veículos, enquanto em abril só foram 13 dias úteis. “Também contribuíram para a reação o emplacamento de veículos adquiridos em abril, as facilidades oferecidas pelas concessionárias e montadoras, bem como as vendas pela internet e atendimentos agendados”, afirma o diretor executivo Lincon Vargas da Silva.

PIOR MAIO EM 28 ANOS
De acordo com a Fenabrave, entidade que representa as concessionárias, as vendas de automóveis e comerciais leves cresceram 10,2% em maio em relação a abril: 55.637 unidades ante 51.355, respectivamente. Mas quando comparado com o mesmo mês de 2019, a queda foi de 75,8%. O mercado total de veículos novos – automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus – continuou em significativa desaceleração em maio, com queda de 74,7% das vendas na comparação com o mesmo mês de 2019. Foram licenciadas 62 mil unidades, segundo dados preliminares do mercado.

É o pior resultado num mês de maio em 28 anos.

O porcentual de queda no comparativo anual é próximo ao registrado em abril (primeiro mês completo de medidas restritivas em razão da crise do coronavírus), que foi 76% inferior ao de abril do ano passado. Em maio, a General Motors manteve a liderança em vendas, com quase 10 mil unidades, enquanto Volkswagen e Fiat empataram no segundo lugar, com quase 8,8 mil unidades cada. A Toyota vem na sequência, com 4,6 mil carros, seguida por Hyundai (4,5 mil), Renault (4,48 mil), Ford (4,42 mil), Jeep (2,57 mil) e Honda (2,43 mil).

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.