Uma das várias entidades beneficentes e hospitais filantrópicos que receberam doação de máscaras da Agroquima

A empresa goiana Agroquima decidiu produzir 28 mil máscaras de dupla face (modelo de melhor qualidade) para distribuir gratuitamente à população carente da Região Metropolitana. Para isso, também comprou os tecidos apropriados para a produção das máscaras e contratou uma pequena confecção que passava por dificuldades. O investimento nesta ação social supera os R$ 100 mil.

“A Agroquima é uma empresa goiana com mais de 50 anos que atua na cadeia do agronegócio e da alimentação humana. A pandemia da Covid-19 afeta a todos nós, mas principalmente aqueles que mais necessitam de amparo e de apoio. Sabemos que neste momento, de tantas dificuldades, o melhor que podemos fazer como empresa é ajudar estas pessoas, para que elas tenham melhor condição de se protegerem do novo coronavírus”, afirma o diretor da Agroquima, Rafael Barsch.

“Também tínhamos como objetivo ajudar pelo menos uma empresa que passa por dificuldades neste período de restrições econômicas. Portanto, para a produção das 28 mil máscaras, que são de excelente qualidade, escolhemos uma confecção familiar, estimulando a economia local e reforçando o nosso compromisso social”, explica Barsch.

Uma das entidades que receberam as máscaras produzidas pela Agroquima é a Vila São Cottolengo. “Agradecemos muito pela doação. Essas máscaras serão muito importantes para centenas de pessoas com deficiências múltiplas que atendemos gratuitamente, com a ajuda de empresas como a Agroquima”, diz Adriano Augusto da Cruz, auxiliar da entidade social.

“Nós, do Centro de Idosos Sagrada Família, uma unidade da OVG, também agradecemos muito a doação das máscaras que vão ajudar a proteger pessoas que pertencem ao grupo de maior risco da Covid-19”, afirma Heliene Borba. “A Agroquima, sensibilizada pelos efeitos socioeconômicos e de saúde causados pela Covid-19, entende que é necessário unirmos forças para superarmos este momento difícil”, afirma a gerente de marketing da empresa, Ana Paula Monteiro.

Fundada em 1969, em Goiânia, a Agroquima introduziu no mercado brasileiro diversificada linha de produtos destinados ao aumento da produtividade agropecuária, através de técnicas avançadas. Está presente com 25 lojas em seis Estados: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Tocantins, Pará e Maranhão. Além de distribuidora de insumos agropecuários, possui duas linhas de produtos com marca própria: Fosquima – O Sal da Agroquima (nutrição animal) e Sementes Agroquima (sementes para pastagens).

Ao longo de sua história, a Agroquima buscou novas formas de colaborar com a produtividade do agropecuarista de forma sustentável e sempre manteve seu foco na inovação e na qualidade de seus serviços e produtos. Pioneira na venda de herbicidas para pastagens, com a maior área tratada do Brasil e da América Latina, a empresa goiana hoje se projeta entre as mais importantes de sua especialidade no País.

Também produz linha completa de suplementos minerais e rações para bovinos com duas modernas fábricas em Aparecida de Goiânia (GO) e Cuiabá (MT). A empresa possui uma unidade de beneficiamento de sementes para pastagens, onde são feitos testes de qualidade e germinação, e se destaca na venda de sementes de milho, soja e sorgo. Lançou recentemente seu mais novo produto no mercado: sementes de pastagem para integração lavoura-pecuária.

A Agroquima é uma empresa que investe no mercado do agronegócio sempre prezando pela sustentabilidade. Sua responsabilidade com a qualidade e o meio ambiente, é fortalecida através dos prêmios: Prêmio Nacional Mérito Fitossanitário da Andef e Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente, conquistados ao longo dos anos.


Deixe seu comentário

1 comment

  1. Vasco Mil-Homens Responder

    Parabens = dupla ação social, prestigiar uma empresa em dificuldade e atender uma comunidade carente. Uso e gosto dos seus produtos porque além de mineralisar o gado eles tem um aditivo a mais.