Vendas de carros novos despencam em Goiás

Vendas de carros novos despencam em Goiás

7 de maio de 2020

A pandemia do coronavírus acaba de apresentar uma conta amarga para as concessionárias de veículos de Goiás: com apenas 2.747 automóveis e utilitários leves novos comercializados, as vendas caíram 55,7% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado e 53,3% ante março deste ano, quando começaram as limitações para indústria e comércio. Nos quatro primeiros meses do ano, a redução nas vendas de automóveis e utilitários leves foi de 6,04% em relação ao mesmo período de 2019.

Quando consideradas as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, a queda foi de 47,8% nos primeiros quatro primeiros meses do ano. Foram 5.359 unidades comercializadas de janeiro a abril deste ano, ante 10.277 em 2019. Os números em Goiás ainda foram melhores que o do Brasil, que registrou queda de 76,8% nas vendas de automóveis e utilitários leves em abril, de 88,5% nas de caminhões e ônibus, e de 69,7% na comercialização de motocicletas.

Com este resultado o mercado goiano registrou o pior resultado mensal desde o final da década de 1990, de acordo com informações do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores do Estado de Goiás (Sincodive-GO). “O resultado só não foi pior porque o governo do Estado autorizou a reabertura das concessionárias no dia 20 de abril”, frisa o diretor executivo da entidade, Lincoln Vargas da Silva, ao lembrar que as concessionárias estão seguindo todas as regras previstas para evitar a contaminação pelo coronavírus.

Apesar dos esforços de todas as empresas para promover as vendas online, o consumidor brasileiro e goiano ainda prefere ir à revenda, olhar e tocar no carro. “Por isso, com portas abertas será trabalho nosso buscar clientes. Para tanto, montadoras e concessionárias estão com várias ações para estimular o consumidor a comprar carro novo. Dentre elas, descontos, prazos maiores de financiamentos, extensão dos prazos de garantia, pagamento da primeira parcela só no início de 2021, atendimento em domicílio e outras medidas”, ressaltou o diretor do Sincodive-GO.

Outra boa notícia é que algumas montadoras começam a retomar as atividades de forma parcial, assim como fabricantes de autopeças. Na semana passada voltaram a operar as fabricantes de caminhões e ônibus Scania e Volkswagen/MAN. No início da semana passada, foi a vez das montadoras de automóveis Renault e BMW e das marcas de caminhões DAF e Volvo (que também faz ônibus) reabrirem as fábricas.

Ao longo deste mês estão previstos os retornos de Audi, FCA Fiat Chrysler, Hyundai, Mercedes-Benz, Nissan e Volkswagen. Ford, General Motors, Honda, Jaguar Land Rover, PSA Peugeot Citroën e Toyota marcaram a volta dos trabalhadores às linhas de montagem ao longo de junho.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.