Emerson Tokarski: ““A ideia é chegar na ponta, nos bairros, para conectar padarias, prestadores
de serviço, o açougue da esquina aos compradores”

Em tempos de isolamento social, causado pela pandemia de Covid-19, brotam pelo Brasil iniciativas para ajudar os empreendedores, especialmente os menores, a manterem suas atividades. Uma delas acaba de chegar à capital goiana: o Movimento Goiânia Pede Pelo Zap, um portal totalmente gratuito para anúncio de pequenos negócios.

Por meio do endereço goiania.pedepelozap.com.br, qualquer um pode anunciar seu negócio. “A ideia é chegar na ponta, nos bairros, para conectar padarias, prestadores de serviço, o açougue da esquina aos compradores”, explica o empreendedor Emerson Tokarski, que lançou o portal em Goiânia nesta quinta-feira, 2, em parceria com a Federação dos Jovens Empreendedores do Estado de Goiás, da qual é presidente.

O empreendedor que quiser anunciar seu negócio preenche um cadastro simples, que leva menos de dois minutos. Além das informações básicas, ele deve fornecer um número de WhatsApp, que é o meio pelo qual o cliente entrará em contato. Não há limitação de segmento nem é necessário estar formalizado. “Podem participar o ambulante, o informal. A ideia é focar no micro, com atuação bem local”, diz Tokarski.

O portal nasceu em Minas Gerais, por iniciativa do palestrante Fred Rocha. Em isolamento social em Montes Claros, ele percebeu que os pequenos negócios locais não costumam possuir ferramentas digitais de contato e venda. Com a quarentena, eles acabam ficando ainda mais vulneráveis. O movimento está presente em 20 municípios brasileiros. Goiânia é a primeira cidade a recebê-lo em Goiás. Segundo Tokarski, quatro horas após o lançamento, 50 cadastros estavam ativos. Toda a divulgação está sendo feita de forma orgânica, por meio de redes sociais, influenciadores e imprensa.

Após estar cadastrado, o empreendedor é responsável por toda transação comercial e forma de entrega, que serão definidas em acordo direto com o cliente. “A ideia do portal é funcionar como as páginas amarelas das antigas listas telefônicas. O cliente procura por segmento, tem o nome e o WhatsApp e entra em contato”, resume.


Deixe seu comentário

14 comments

  1. Dailton da Silva Matos Responder

    Boa ideia gostaria de participar

  2. Luiz antonio nolano Responder

    Quero partisipa. Muito bom

  3. Bento Pereira De Oliveira Responder

    Boa noite não sou Mic empresário e sim um desempregado e gostaria de saber se tem pocibilidade de me encaixar prá arrumar um trabalho, sou um ótimo pedreiro do básico ao acabamento com boas referências trabalho com pisos tenho umas propostas de serviço mais é em condomínio e não pode entrar no momento e estou precisando trabalhar,,

  4. Marcelo Ribeiro de Sousa Responder

    Não consigo mi cadastrar

  5. Alice Ferreira De Morais Responder

    Gostei do aplicativo quero participar

  6. Lucineide Responder

    Quero entrar no grupo

  7. Lôide Clementina da Cunha Responder

    Que excelente ferramenta

  8. Silvio Juliano Santos Responder

    Muito bom

  9. Anesiomar Responder

    Quero saber como fuciona

  10. Benedito Responder

    Acredito que será uma ferramenta gigante nesse momento de crise e uma tendência no futuro.

  11. JURACY CONCEÇÃO MATOS Responder

    Eu quero vender sou microemprendedor

  12. Kleber Da Silva Montes Responder

    gostei muito.um maneira da gente melhora um pouco nosso rendimento

  13. Luzivett Bento dos Santos Responder

    Parabéns pela idéia.

  14. Nerci ferreira Responder

    Gostaria de participar