A São Salvador Alimentos (SSA) emitiu na manhã deste sábado (21/03) comunicado informando que continua com sua produção e tomou as medidas de segurança recomendadas para garantir a continuidade do fornecimento de proteína animal durante a pandemia do novo coronavírus. A empresa goiana, que fornece alimentos para nove Estados brasileiros e exporta para 66 países, reforçou seu compromisso de garantir o abastecimento para a população neste momento delicado que o mundo atravessa.

“Importante esclarecer que a continuidade da produção não se trata de uma opção, mas sim de obrigação da SSA, que deve, sem medir esforços, defender o regular cumprimento de sua função social”, explica o comunicado. “Nesse sentido, a SSA reforça seu compromisso, dentro de suas possibilidades e atribuições, de resguardar a segurança alimentar da população, pilar indispensável para o êxito no enfrentamento dessa crise mundial sem precedentes”.

A texto explica também o plano de contingência adotado pela SSA para minimizar os riscos de transmissão do novo coronavírus entre seus colaboradores. Dentre as medidas, foi paralisado o funcionamento das áreas não essenciais à produção de alimentos, adotaram um plano de contenção de aglomeração de trabalhadores dentro das suas unidades de produção por meio de concessão de férias, redução de jornada e escalas de rodízio, além de orientação permanente aos colaboradores sobre como se prevenir dentro e fora das unidades industriais.

A São Salvador Alimentos, que detém marcas como a SuperFrango e a Boua, emprega atualmente cerca de 8 mil colaboradores e processa mais de 360 mil aves por dia nas plantas industriais de Itaberaí e Nova Veneza. O decreto com medidas restritivas publicado na sexta-feira (20/03) pelo governo do Estado determina que indústrias do ramo da alimentação mantenham suas atividades, para assegurar o abastecimento da população.


Deixe seu comentário