Mutirão de dívidas
O mutirão terá participação de seis instituições: Banco do Brasil, Banrisul, Caixa, Itaú, Bradesco e Santander

O Banco Central e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) vão realizar de 2 a 6 de dezembro um mutirão de renegociação de dívidas em 261 agências bancárias de todas as 27 capitais do País, que ficarão abertas até as 20 horas. As ações podem atingir 144 milhões de brasileiros com relacionamento bancário. Além de renegociação de dívida, os clientes também terão acesso a orientações de educação financeira.

O mutirão de renegociação de dívidas bancárias terá participação de seis instituições: Banco do Brasil, Banrisul, Caixa, Itaú, Bradesco e Santander. Não há padronização de descontos ou condições de parcelamento e os bancos ficarão livres para realizar as renegociações de acordo com seus termos.

As agências que trabalharão em horário estendido serão divulgadas na próxima segunda-feira no portal da Febraban. Além da renegociação nas agências, o consumidor também poderá recorrer aos canais digitais dos bancos e à plataforma do consumidor.gov.br. Febraban e BC não informaram quantas pessoas serão atendidas ou quanto em dívida será negociado.

Além do mutirão, o acordo de cooperação técnica entre BC e Febraban prevê outras três medidas: a criação de uma plataforma que, além de conteúdo educacional, irá medir a saúde financeira dos cidadãos; uma premiação para incentivar ações de educação financeira; e uma semana de Estratégia Nacional de Educação Financeira, a em maio, em que tradicionalmente também há um mutirão para renegociação de dívidas.


Deixe seu comentário