Caio Santos e seu pai Generino Tavares, que assumiu o comando da empresa em 1990. A Aviso Urgente tem 4,5 mil clientes em todo o País (Foto: Allan David)

Com 42 anos de atuação no mercado de publicações jurídicas, com base em Goiânia e alcançando todo o País, a empresa Aviso Urgente se prepara para lançar, em setembro deste ano, um software para gestão de escritórios de advocacia. Com linguagem simples, mas com muitas funcionalidades, ele será uma ferramenta para planejamento, fluxo de caixa, observância de prazos, andamento dos processos judiciais e outras utilidades, voltado para pequenos e médios escritórios de advocacia. “A partir de setembro, o foco da empresa será esse produto”, anunciou o CEO da Aviso urgente, Caio Santos, ao EMPREENDER EM GOIÁS.

Há um ano, o software está em desenvolvimento por uma equipe de dez pessoas com formação na área de comunicação. “Pensamos muito no usuário final”, define Santos, explicando que a ideia de desenvolver o software surgiu a partir da constatação das dificuldades dos advogados em lidar com gestão de seus próprios escritórios. São conceitos que não são ministrados nas faculdades de Direito, que fazem falta no dia a dia e podem ser determinantes no sucesso de um empreendimento, ainda que o número de sócios ou colaboradores seja pequeno.

Para entender essas necessidades, a equipe fez uma imersão no escritório de advocacia trabalhista Lara Martins Advogados durante uma semana com a intenção de entender o fluxo de trabalho de um escritório e as suas necessidades. Com isso, foi mais fácil formatar o produto que está sendo finalizado e em setembro deverá ser lançado para comercialização. Hoje a Aviso Urgente tem 4,5 mil clientes em todo o País.

A empresa também abriga uma equipe especializada em inteligência artificial, coordenada pelo professor Anderson Soares, da Universidade Federal de Goiás (UFG). Caio Santos observa que a Aviso Urgente é uma das poucas empresas do País que estão investindo em Inteligência artifical com pessoal próprio. Ela está trabalhando em uma plataforma big data que será lançada para gestão de dados, sempre tendo como base o recorte e clipagem de decisões e notícias jurídicas.

Caio Santos: “A Aviso Urgente é uma das poucas empresas do País que estão investindo em inteligência artificial, com pessoal próprio” (Foto: Marina Sousa)

Por ela, será possível trabalhar com jurimetria, que é a estatística aplicada ao Direito, focada na interpretação de sentenças e no trabalho de predição. Por meio da inteligência artificial, será possível, por exemplo, avaliar as chances de uma ação judicial ter êxito, com base no cruzamento de dados de sobre o uso de determinada tese jurídica e seu acolhimento em diversos tribunais, turmas, juízos singulares etc. Inicialmente, a predição (por meio do desenvolvimento de algoritmos para interpretar sentenças) será voltada para a área trabalhista, mas deverá se expandir para outros ramos do direito.

O Portal Aviso Urgente traz o acompanhamento de publicações, acervo de jurisprudência e monitoramento de andamentos processuais. A empresa nasceu para disponibilizar a advogados o serviço essencial de observância de prazos, a partir da clipagem (antes manual). Em 16 de março de 1975, José do Carmo Filho iniciou as atividades, com o fornecimento de recortes judiciais para advogados e departamentos jurídicos. Em 1990, o fundador vendeu a empresa para o advogado Generino Tavares dos Santos e para a empresária Márcia Afra das Chagas e Santos, que iniciaram a empresa na era digital. Em 1994, nasceu a Aviso Urgente Publicações. Em 2011, a razão social foi mudada para Aviso Urgente – Clipping e Softwares Ltda.


Deixe seu comentário