FCO tem mais recursos e juros menores. Saiba como aproveitar

FCO tem mais recursos e juros menores. Saiba como aproveitar

16 de janeiro de 2018

Está confiante na retomada do crescimento da economia brasileira e decidiu abrir seu próprio negócio ou expandi-lo? Uma boa notícia é que os financiamentos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) bateram recorde em 2017 (quase R$ 8 bilhões, 80% a mais que o liberado em 2016) e a expectativa para este ano é beirar os R$ 10 bilhões. Para Goiás estão reservados para este ano R$ 2,7 bilhões, sendo metade para financiar investimentos do setor empresarial e a outra para projetos do agronegócio goiano.

Mais: as taxas de juros foram reduzidas em até 40% e a promessa é de facilitar o acesso dos empreendedores, desde o pequeno agricultor familiar a grandes empresas. Os empréstimos para operações empresariais (comércio, serviços e indústria) passaram a ter taxas anuais de 5,2% a 8,9% para o FCO e de 8,2% a 10,8% para o FCDO, de acordo com o tipo de contratação e a finalidade do projeto. Para o setor rural os encargos estão entre 5,6% e 10,4% ao ano, um dos mais baixos no mercado.

O valor limite de financiamentos para operações de custeio e capital de giro, usado para aquisições de estoque e despesas operacionais, foi elevado em 50%, apoiando setores como o industrial, agroindustrial, mineral, turístico, comercial e de serviços, dentre outros. Para microempresas, por exemplo, o valor passou de R$ 90 mil para R$ 135 mil. E uma medida beneficiou especialmente o setor pecuário, ao dobrar o limite de crédito usado para a aquisição de bovinos. O teto para esses financiamentos dobrou para R$ 2 milhões, com limite de até 2 mil cabeças de gado por beneficiário.

Os financiamentos atendem de grandes projetos a empreendedores de médio e pequeno porte, com empréstimos para abertura do próprio negócio, para expansão das atividades, aquisição de estoque e até para custeio de gastos gerais relacionados à administração (aluguel, folha de pagamento, despesas com água, energia e telefone).

Ficou interessado? As exigências e regras para se conseguir um financiamento do FCO são praticamente as mesmas para se obter um empréstimo bancário.Dependendo do ramo de atividade, do valor e do objeto do financiamento, as exigências são maiores. O EMPREENDER EM GOIÁS fez um breve guia para você que, mais confiante, vai finalmente abrir seu próprio negócio ou expandi-lo.


QUEM PODE SER FINANCIADO?
Produtores rurais, firmas individuais, pessoas jurídicas, associações e cooperativas de produção – que desenvolvam atividades nos setores agropecuários, mineral, industrial, agroindustrial, turístico, de infraestrutura, comercial e de serviços.

O QUE PODE SER FINANCIADO?
FCO Empresarial: todos os bens e serviços necessários à implantação, ampliação, modernização, reforma, adequação ambiental e sanitária ou relocalização de empreendimentos industriais, agroindustriais, de infraestrutura econômica, turísticos, comerciais, de serviços, de ciência, tecnologia e inovação; capital de giro associado a projeto de investimento; e
capital de giro dissociado com a finalidade de amparar gastos gerais relativos à administração do negócio/empreendimento.

FCO Rural: investimentos fixo e semifixo; custeio associado a projeto de investimento; e custeio agrícola e pecuário.

O QUE NÃO PODE SER FINANCIADO?
Existem várias restrições, mas a principal é amortizar ou quitar dívidas e empréstimos.

QUAIS SÃO OS PRAZOS DE PAGAMENTO?
São bastante longos e variam de acordo com a linha e a finalidade do financiamento. Há linhas em que o prazo pode chegar a 20 anos, incluído o período de carência de até 5 anos.

QUAIS SÃO OS LIMITES?
O teto de financiamento é de R$ 30 milhões por tomador. Mas, se o projeto for considerado de alta relevância ou estruturante, pode chegar a R$ 300 milhões. Para empreendedores individuais o teto é de R$ 30 mil.

ONDE SOLICITAR UM FINANCIAMENTO?
O interessado deverá procurar uma das instituições financeiras que atuam com recursos do FCO. Em Goiás são o Banco do Brasil, o BRB (nos municípios do Entorno do Distrito Federal), na agência Goiás Fomento, no Sicredi e no Bancoob.

COMO APRESENTAR A PROPOSTA?
As propostas de financiamento devem ser apresentadas mediante proposta simplificada no caso de financiamento inferior a R$ 100 mil no FCO Rural e a R$ 200 mil no FCO Empresarial; mediante carta-consulta a ser entregue na agência operadora quando se tratar de financiamento igual ou superior a R$ 100 mil (FCO Rural) ou R$ 200 mil (FCO Empresarial).

Quer mais informações? Podem ser acessadas aqui.

O portal Empreender em Goiás é uma iniciativa privada com a missão de incentivar a abertura e o crescimento de empresas. Contamos com os melhores parceiros para gerarmos notícias, análises, pesquisas, serviços e oportunidades de negócios.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

One thought on “FCO tem mais recursos e juros menores. Saiba como aproveitar”

  1. Avatar Cerleni Cirino de Oliveira disse:

    Quero fazer um empréstimo no FCO como conseguir?