Genro e sogra abrem Os Congelados da Mamãe

Genro e sogra abrem Os Congelados da Mamãe

24 de junho de 2017

Matheus, Marineide e Gustavo: a empresa goiana Congelados da Mamãe já está próxima se tornar franqueadora

O apreço do publicitário Gustavo Souza pelo pão de queijo feito pela sogra Marineide Costa foi a ideia inicial da empresa goiana Os Congelados da Mamãe que, em pouco mais de um ano de atividades, se prepara para se tornar franqueadora.

“Não era o plano inicial do negócio, mas todo dia recebemos clientes que mostram interesse em abrir uma franquia nossa. Por isso desenvolvemos projeto para atender essa demanda e esperamos iniciar essa nova fase da empresa em dois meses”, afirma Gustavo, que administra o negócio ao lado da sogra e do sócio e amigo Matheus Costa.

A empresa Os Congelados da Mamãe, inaugurada em maio de 2016 no Parque Anhanguera (Goiânia), foi tão bem sucedida que surpreendeu até mesmo os sócios. No primeiro ano de funcionamento alcançou faturamento médio mensal de R$ 35 mil.

Para se ter uma ideia do salto dos Congelados da Mamãe, no início eram vendidos apenas 20 quilos de pão de queijo por mês. Hoje o volume é de duas toneladas mensais, sem incluir a quantidade de outros produtos. O cardápio começou apenas com o pão de queijo, mas já são 52 opções que até itens balanceados para os clientes que se preocupam com a dieta.

Com apenas três funcionários, a estrutura é enxuta, o que facilita o projeto de se tornar franqueadora. “É uma estrutura pequena que pode ser tocada por poucas pessoas. O franqueado vai poder tocar a loja praticamente sozinho, o que também aumenta o ganho”, relata Gustavo.

Sabor de casa

Gustavo teve a ideia de montar o negócio há três anos, quando comeu pela primeira vez o pão de queijo preparado por Marineide. Diz ter sentido um gosto de “comida de mamãe”, o que originou o nome da empresa e também a ideia de oferecer comida congelada com um tempero caseiro. Nesta época, genro e sogra estavam desempregados e no início o negócio era improvisado. “Comprava os ingredientes e pedia para ela fazer para mim. Eu mesmo criei um perfil no Instagram e comecei a oferecer os produtos. Quando havia pedidos, entregava no meu carro”, afirma o genro.

Para crescerem, os sócios decidiram terceirizar a produção dos congelados. Têm contrato com uma fábrica que produz todo o cardápio, mas sempre sob as orientações de Marineide, que criou todas receitas e ainda supervisiona a produção. Ao conhecer os Congelados da Mamãe, o amigo Matheus decidiu se tornar sócio e o trio de empreendedores se preparou para a abertura da loja física. Até então os produtos eram vendidos apenas pelas redes sociais e grupos de mensagem eletrônica.

Marineide confessa que no início teve medo de não dar certo, mas logo foi superado pela confiança na própria capacidade. “Nós tínhamos consciência da qualidade do nosso produto e trabalhamos duro para chegar onde queríamos”, enfatiza a sogra, melhor, a sócia de Gustavo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

3 thoughts on “Genro e sogra abrem Os Congelados da Mamãe”

  1. Avatar adesio disse:

    Parabéns pela exelente ideia… Gostaria de ser um franqueado.Como devo fazer

  2. Avatar Keila Pereira da Silva disse:

    Gostaria de saber qual o investimento mínimo pra ser um franqueado?

  3. Avatar Camila disse:

    Gostaria d saber sobre franquia e valores!!!
    Tenho interesse na franquia!!!