Jovens empreendedores faturam alto com comida congelada

Jovens empreendedores faturam alto com comida congelada

26 de maio de 2017

Observar o mercado, avaliar potencial de negócio e empreender. Foi o caminho trilhado pelos jovens empresários goianos Abadio Cardoso (29 anos), Lucas Oliveira e Lucas Cardoso (ambos com 26 anos) há pouco mais de dois anos, quando perceberam que havia demanda para oferecer comida congelada balanceada, nutritiva e rápida diferente da geralmente encontrada nas redes de supermercados em Goiás.

Assim nasceu a Matula Gourmet, que já no seu primeiro ano faturou R$ 700 mil. “Com pesquisa de mercado percebemos que no setor de comidas congeladas só tinham produtos das grandes marcas, como Sadia ou Perdigão, ou as de dietas mais restritivas. Nossa ideia era oferecer um cardápio balanceado acrescentando também um toque gourmet”, conta Lucas Oliveira, que recebeu a equipe do EMPREENDER EM GOIÁS na sede da Matula, em Goiânia.

O trio de sócios comemora o bom começo do negócio. Com menos de dois anos de mercado, a Matula, que tem nove funcionários, já tem 50 pontos de venda em Goiânia, 30 em Brasília, 3 em Anápolis e 1 em São Luis (MA).  E já inicia planos para expandir para outros mercados no Sul e Sudeste do País.

A empresa também realiza suas vendas pela internet, inicialmente apenas no mercado de Goiânia, onde os consumidores podem fazer pedidos online pelo site da empresa www.matula.com.br.

 

 

Sócios da Matula, Lucas Oliveira e Luca Cardoso têm planos ambiciosos para o segundo ano da empresa

Pesquisa

Apesar do sucesso rápido, o primeiro ano (2015) dos sócios foi dedicado praticamente ao desenvolvimento e execução do plano de negócios da Matula Gourmet. Sem experiência na área de gastronomia, fizeram pesquisas de mercado para avaliar o potencial do negócio e cursos no Sebrae e Senai.

Para agregar valor aos produtos foram contratados o chef Ian Baiocchi e a nutrichef Carol Siqueira, que assinam o cardápio da empresa. Os pratos congelados foram lançados no mercado no final de 2015. “Para uma empresa com pouco mais de um ano, podemos dizer que foi um resultado muito satisfatório”, afirma Lucas Oliveira.

“Nossa meta para 2017 é dobrar o faturamento para R$ 1,5 milhão. Estamos em negociação para entrar em mercados consumidores maiores, como Rio e São Paulo, e planejando o lançamento de novas linhas de cardápio como o kids, de bebidas e sopas, e o de lanches”, diz o jovem empresário, que cita a burocracia como a principal dificuldade encontrada até agora.

“Esse é o grande problema de empreender no Brasil, Nós já estávamos preparados, mas mesmo assim nos surpreendemos como ela nos travou. Não pudemos ter acesso a financiamentos por causa do tempo que perderíamos por causa de toda a tramitação lenta das várias licenças exigidas”, lamenta ele.

Preparo

A Matula oferece 19 tipos de pratos com opções que variam da carne vermelha, passando por frango, pescados, opções vegetarianas e até veganas (que excluem qualquer ingrediente de origem animal). Os produtos contêm baixo teor de sódio e não têm glúten. Para conservar o sabor, a textura e até o cheiro, a empresa usa uma técnica de ultracongelamento, que resfria os pratos por até uma hora sem a necessidade de adicionar conservantes.

A preocupação com a qualidade do produto é tanta que os sócios decidiram investir na contratação de duas técnicas em segurança alimentar para cuidarem do tratamento dos ingredientes, do recebimento na fábrica até a saída do produto pronto para venda ao consumidor.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não será publicado.

4 thoughts on “Jovens empreendedores faturam alto com comida congelada”

  1. Avatar Luciano Jaime disse:

    Parabéns e sucesso! Vocês merecem! Empresa redonda e dedicada em fornecer a maior e melhor qualidade ao seus clientes!

  2. Avatar Suzana Franco disse:

    Amo a comida Matula! O tamanho exato! A facilicidade de aquecimento no microondas e o pouquissimo tempo que se gasta para preparar!
    Sou uma consumidora eximia
    Suzana Franco

  3. Avatar Lenice disse:

    Vocês trabalham com parcerias , ou para quem revender as marmitas congeladas, pois queria revender ou representar lá na minha cidade no Goiás em posse , e aqui em brasilia no riacho fundo um ou tipo consignação algo assim tenho uma loja aqui em brasilia e outra no interior em posse Goiás. Lá não tem esse tipo de serviços. Obrigando lenice